Angola pode duplicar a produção de diamantes nos próximos três anos

Ouvir /

Venda dos cristais gerou cerca de US$ 1,3 mil milhão em 2014; país classifica de boa relação com produtores lusófonos; Angola ocupa o terceiro lugar na produção diamantífera africana.

António Carlos Sumbula. Foto: Rádio ONU

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Angola pode duplicar a produção diamantífera no próximo triénio, de acordo com o presidente do Conselho de Administração da Empresa Nacional de Diamantes, Endiama.

Falando à Rádio ONU, em Nova Iorque, António Carlos Sumbula  disse que há entretanto a necessidade de evitar que a grande oferta provoque a redução de preços dos minerais. De acordo com as autoridades angolanas, a venda de diamantes chegou a US$ 1,3 mil milhões em 2014.

Comercialização

“Ainda a cerca de um ano e meio nós fizemos a descoberta de um Kimberlito de calibre mundial. Isso significa que dentro de sensivelmente dois a três anos nós poderemos duplicar a produção de diamantes no país. Como sabe, a produção de diamantes sobretudo na parte da comercialização deve ter uma concertação internacional para fazermos com que a sua comercialização no mercado seja equilibrada. ”

De acordo com o representante, as negociações envolvem grandes produtores mundiais de diamantes como a África do Sul, a Austrália e o Botsuana.

Angola é o terceiro maior produtor de diamantes com 9 milhões de quilates do mineral extraído em 2014.

Processo Kimberley

O responsável destacou ainda o que chamou de relacionamento positivo no setor com países lusófonos. O relacionamento foi fortalecido em 2015, quando Angola presidiu o Processo Kimberley para certificar a exportação de diamantes.

“Neste momento todas as ações e documentos necessários para que Moçambique faça parte do processo Kimberley foram lançados e estão a ser tratados. No que diz respeito ao Brasil nós cooperamos em vários domínios. O Brasil coopera connosco na construção civil e na exploração de diamantes. A nossa cooperação com países de expressão portuguesa na área de diamantes é boa.”

Angola anunciou que 99% de diamantes são agora exportados com o controlo do mecanismo de certificação sugerido pelo país há 15 anos.

Leia Mais:

Angola quer ampliar financiamento para cumprir com os ODS

Angola prepara rede de políticas de comércio com ajuda da Unctad

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031