Acnur: Boko Haram força o deslocamento recente de cerca de 100 mil no Níger

Ouvir /

Equipa da agência da ONU no país relatou que a situação é muito grave, com grande escassez de abrigo para os deslocados; refugiados da Nigéria no local também foram afetados.

Tendas improvisadas abrigam refugiados em Diffa, Níger. Foto: Acnur/Boubacar Bamba

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

O Alto Comissariado da ONU para Refugiados, Acnur, e os seus parceiros afirmaram estar a lutar para ajudar cerca de 100 mil pessoas que tiveram que sair de suas casas nas últimas semanas na região de Diffa, no sudeste do Níger.

O motivo seriam ataques lançados pelas milícias Boko Haram. A equipa da agência da ONU no país relatou que a situação é muito grave, com grande escassez de abrigo para os deslocados.

Refugiados da Nigéria

Refugiados da Nigéria no local também foram afetados. Cerca de 170 aldeias na região de Diffa ficaram vazias.

Falando a jornalistas na terça-feira, em Genebra, o porta-voz do Acnur, Adrian Edwards, afirmou que a agência está a redirecionar recursos disponíveis para a região e pediu apoio extra dos doadores para ajudar esta população vulnerável.

Segundo Edwards, as expectativas das autoridades é de que mais pessoas fujam pela fronteira com o retorno da temporada de seca nas próximas semanas e a retomada das operações militares nigeriana na área.

Registo

O Acnur ofereceu-se para conduzir um registo mais abrangente que vai facilitar a determinação do que é necessário, especialmente já que muitos refugiados e moradores locais foram deslocados diversas vezes nos últimos meses.

De acordo com o porta-voz, estes podem ter sido contados duas vezes ou nenhuma.

Conflito

O conflito no nordeste da Nigéria forçou mais de 220 mil pessoas a procurarem refúgio nos países vizinhos desde 2013, incluindo 138.300 no Níger, entre cidadãos do próprio país e nigerianos.

Além disso, mais de 2,2 milhões são deslocados internos principalmente nos estados de Adamawa, Borno e Yobe.

No Níger, estimativas são de que ações de insurgentes causaram o deslocamento de 50 mil pessoas dentro do país, mas, segundo o Acnur, esses números agora devem mudar.

A operação da agência da ONU nesse país africano está 49% financiada. Foram recebidos US$ 24,9 milhões de um total necessário de US$ 51 milhões.

*Apresentação: Denise Costa.

Leia Mais:

Ban lança Plano de Ação para Prevenir Extremismo Violento

Unicef: 1 em cada 4 crianças em zonas de conflito está fora da escola

Boko Haram provoca crise de deslocamento que mais cresce em África 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 14 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 14 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031