Terra, alimentos e madeira alvos da ação reforçada da FAO com Reino Unido

Ouvir /

Agência da ONU anuncia nova fase de parceria para durar pelo menos 10 anos; beneficiários em África incluem Nigéria, Uganda e Zimbabué; República Centro-Africana, Somália, Sudão do Sul já acolheram iniciativas conjuntas.

Parceria apoiou iniciativa sobre meios de subsistência e segurança alimentar no Zimbabué. Foto: FAO.

Eleutério  Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO, anunciou esta segunda-feira o reforço da sua parceria com o Departamento de Desenvolvimento Internacional do Governo Britânico, Dfid.

Em nota, a agência da ONU destaca que o entendimento elimina a necessidade de se negociarem acordos para financiar “cada novo projeto”, o que vai “economizar custos, tempo e tornar a colaboração mais fácil.”

Recursos Naturais

O entendimento prevê uma cooperação abrangente que deve cobrir iniciativas durante pelo menos 10 anos.

O diretor-geral da agência da ONU, José Graziano da Silva, destaca a visão partilhada de um “mundo onde as comunidades têm segurança alimentar, os bens produtivos são protegidos e os recursos naturais mundiais são geridos de forma sustentável”.

Nos últimos três anos, o governo do Reino Unido contribuiu com mais de US$ 360 milhões para a FAO, que o posicionaram como o terceiro maior doador da agência da ONU a nível global.

A Dfid oferece ajuda para implementar regras sobre governação responsável da posse da terra, das pescas e das florestas. Cerca de US$ 7,5 milhões são aplicados para investigação e ações participativas na China, na Nigéria e no Uganda.

Pequenos Agricultores

Uma das áreas de colaboração entre agências são as do comércio ilegal da madeira e da compreensão de dados sobre a agricultura em várias partes do mundo.

No Zimbábue, US$ 48 milhões da agência apoiam o Projeto de Meios de Subsistência e Segurança Alimentar da FAO que pretende aumentar a produtividade de pequenos agricultores.

Como parte da cooperação dos últimos anos, o Dfid doou cerca de US $ 100 milhões para garantir meios de subsistência durante ou logo depois de conflitos e desastres naturais.

Resiliência

Os valores da iniciativa conjunta ajudaram a construir resiliência em países como República Centro-Africana, Somália, Sudão do Sul, Paquistão e Filipinas.

A produção de madeira também envolveu a contribuição de US$ 2,1 milhões do Reino Unido em projetos de produção madeireira em nações como Congo, Gana e Indonésia.

Leia Mais:

FAO anuncia ressurgimento da produção global de madeira
OMS lança rede global para eliminar a raiva em humanos

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 14 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 14 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031