Pnuma e PMA unidos no combate à mudança climática no Sudão

Ouvir /

Objetivo é ajudar comunidades vulneráveis a tratar das questões ligadas à insegurança alimentar e da mitigação dos efeitos do clima; manejo dos recursos naturais também estão incluídos no programa.

A iniciativa pretende ajudar as comunidades sudanesas na adaptação às mudanças climáticas. Foto: Unicef/Kate Holt

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

O Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, Pnuma, firmou uma parceria com o Programa Mundial de Alimentação, PMA, em benefício das comunidades vulneráveis do Sudão.

A proposta é ajudar o governo em projetos ligados à segurança alimentar, ao mesmo tempo em que as famílias recebem assistência sobre o maneio do meio ambiente.

Mitigação

O projeto também tem em vista auxiliar as comunidades na adaptação às alterações climáticas e mitigação dos seus efeitos. O Pnuma e o PMA citam ainda a importância do aceso dos sudaneses a programas de redução dos riscos de desastres naturais.

O representante do Pnuma no Sudão declarou estar confiante de que o acordo irá unir o maneio do ambiente com atividades humanitárias. Bradley Smith cita a vasta presença de profissionais do PMA no país, que já estão a ajudar comunidades a construir a resiliência à mudança climática.

O Pnuma e parceiros promovem o maneio inovador de recursos naturais que poderá contribuir com melhores meios de subsistência e resiliência climática.

Conflitos

Ao mesmo tempo, poderão ser reduzidos os conflitos que surgem por controlo de recursos naturais preciosos, como água, florestas e pasto.

O representante do PMA no Sudão afirmou que o acordo demonstra o compromisso com os resultados da COP21, a Conferência da ONU sobre Mudança Climática, realizado em Paris.

Adnan Khan falou sobre a satisfação em trabalhar com o Pnuma para ajudar o governo do Sudão a lidar com as questões ambientais e os desafios impostos pela mudança climática.

El Niño

Segundo o especialista do PMA, são desafios que podem prejudicar os esforços para conseguir a fome zero, especialmente quando a tarefa envolve pequenos agricultores, criadores de animais e outros grupos vulneráveis que são atendidos pela agência da ONU.

O PMA informa estar cada vez mais aparente a necessidade de projetos de análise do clima e da redução dos riscos de desastre no Sudão. Devido ao fenómeno El Niño, houve um atraso das chuvas que foram insuficientes.

O facto prejudicou o desenvolvimento de colheitas em áreas importantes e aumentou o risco do nível de produção ficar abaixo da média.

*Apresentação: Denise Costa.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 13 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 13 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031