ONU quer erradicar escravidão moderna

Ouvir /

Secretário-geral fez a declaração para marcar o Dia Internacional para a Abolição da Escravidão, esta quarta-feira, 2 de dezembro; OIT alerta que atualmente 21 milhões de pessoas são vítimas de trabalho forçado no mundo.

A OIT calcula que 21 milhões de pessoas no mundo são vítimas de algum tipo de escravidão. Foto: OIT

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

A ONU quer acabar com qualquer tipo de escravidão moderna, como por exemplo, tráfico de pessoas, exploração sexual, trabalho infantil forçado, casamento forçado e o recrutamento de crianças para conflitos armados.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, fez a declaração para marcar o Dia Internacional para a Abolição da Escravidão, esta quarta-feira, 2 de dezembro.

Trabalho Doméstico

Ban afirmou que a escravidão moderna inclui ainda crianças que realizam trabalho doméstico, na agricultura ou em fábricas, como também os trabalhadores forçados que lutam para pagar uma dívida crescente com os patrões.

O chefe da ONU disse que apesar da dificuldade para se obter informações, a Organização Internacional do Trabalho, OIT, calcula que 21 milhões de pessoas no mundo hoje são vítimas de algum tipo de escravidão.

Ban afirmou que a comunidade internacional "tem a responsabilidade de acabar com esse ultraje". Ele declarou que isso se torna mais importante numa era de severas crises humanitárias, onde mais de 60 milhões de pessoas foram forçadas a fugir de suas casas.

Segundo o secretário-geral, essas pessoas podem correr risco de tráfico ou de escravidão junto com milhões de outras que estão atravessando fronteiras em busca de uma vida melhor.

Agenda 2030

O chefe da ONU disse que a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável oferece uma oportunidade para alterar de forma definitiva as condições que fomentam pobreza, injustiça e discriminação de gêneros.

Ao adotar o documento, Ban declarou que os líderes mundiais se comprometeram a fortalecer a prosperidade, a paz e a liberdade para todos.

Ele falou também sobre a importância de reintegrar as vítimas de escravidão moderna na sociedade. Ele citou o Fundo Voluntário das Nações Unidas, que por mais de duas décadas tem fornecido assistência humanitária, jurídica e financeira a essas pessoas.

Ele fez um apelo a governos e ao setor privado que façam doações para garantir que o Fundo possa ter os recursos suficientes para ajudar as vítimas de escravidão moderna.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031