ONU: processo de paz no Sudão do Sul está em "fase crítica"

Ouvir /

Avaliação foi feita pelo subsecretário-geral da ONU para Operações de Paz nesta quarta-feira; no Conselho de Segurança, Hervé Ladsous, afirmou ser o momento para apoio político à transição ou o progresso feito pode ser perdido.

Soldados de paz da Missão da ONU no Sudão do Sul, Unmiss, em Likuangole Payam, estado de Jonglei. Foto: Unmiss

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.

O  subsecretário-geral da ONU para Operações de Paz falou esta quarta-feira ao Conselho de Segurança sobre a situação política no Sudão do Sul e afirmou que a avaliação é "muito clara".

Segundo Hervé Ladsous, o processo de paz no país está em uma "fase crítica  que requer o envolvimento político ativo da comunidade internacional a fim de encorajar a implementação da transição".

Avanços

Para o subsecretário-geral, "caso contrário o progresso feito até o momento terá sido em vão". Ele pediu mais 1,1 mil soldados de paz para ajudar a monitorar os acordos.

Ladsous mencionou o apoio dos integrantes do Conselho de Segurança e dos parceiros internacionais da Autoridade Intergovernamental para o Desenvolvimento, Igad.

Ação Coletiva

Para o subsecretário-geral, é "preciso ação coletiva para aumentar a adesão das partes em conflito à implementação de seu acordo".

Ele afirmou também que é preciso "apoiar ativamente as instituições estabelecidas pelo tratado para pôr um fim a este conflito sem sentido".

Ladsous declarou que, "com o esperado, a implementação do acordo de paz está avançando lentamente e com sérias dificuldades".

Violações

Ele disse que, desde agosto de 2015, o acordo de cessar-fogo foi "repetidamente violado" por ambas as partes do conflito em múltiplas partes do país.

Os contínuos combates, principalmente no estado de União, continuam a causar mortes e deslocamento de civis e a aumentar as necessidades humanitárias.

Vontade Política

Segundo o subsecretário-geral, levar paz e estabilidade ao Sudão do Sul vai exigir ação conjunta de todos os envolvidos na resolução do conflito.

Para Hervé Ladsous, o Conselho de Segurança, a União Africana, o Igad e os países da região têm um papel fundamental em manter a pressão às partes em conflito para que implementem o acordo.

O representante da ONU disse que "nenhuma quantidade de tropas ou de policiais pode substituir a vontade política necessária aos líderes do Sudão do Sul para pôr um fim ao seu conflito".

Leia Mais:

ONU diz que acordo é crucial para acabar com conflito no Sudão do Sul | Rádio das Nações Unidas

Ban quer acordo de paz que signifique fim da violência no Sudão do Sul | Rádio das Nações Unidas

Conselho de Segurança debate situação no Sudão do Sul | Rádio das Nações Unidas

 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031