OMS lança rede global para eliminar a raiva em humanos

Ouvir /

Plano pede três ações: tornar as vacinas acessíveis, garantir que as pessoas mordidas por cachorros recebam tratamento imediato e campanhas de vacinação em massa para os animais; milhares de pessoas são atacadas por ano.

O índice de morte da raiva é de quase 100%. Foto: OMS

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

Foi lançada esta quinta-feira uma rede global para eliminar a raiva em humanos. A iniciativa é da Organização Mundial da Saúde, OMS, da Organização Mundial para Saúde Animal, da agência da ONU para Agricultura e Alimentação, FAO, e da Aliança Global de Controle da Raiva.

O plano pede três ações essenciais: fazer com que a vacina para os humanos tenha um preço acessível; garantir que as pessoas mordidas por cachorros recebam tratamento imediato e promover campanhas de vacinação em massa para os animais.

Alto risco

Em Genebra, a diretora-geral da OMS, Margaret Chan, explicou que a raiva mata dezenas de milhares de pessoas todos os anos, e 80% delas vivem em áreas pobres ou rurais da África e da Ásia.

Margaret Chan afirmou que a raiva talvez seja uma das doenças mais fatais do mundo e se o tratamento não começar antes dos sintomas aparecerem, o índice de morte é de quase 100%.

A diretora da OMS lembra que é possível prevenir totalmente a raiva por meio da vacinação e da imunização rápida após a pessoa ser atacada por um cão. Mas em muitos países africanos e asiáticos, o tratamento é caro e não está disponível em muitas localidades.

Preços

O tratamento para as pessoas atacadas custa entre US$ 40 e US$ 50, representando uma média de 40 salários mínimos nos países mais afetados. Segundo a OMS, entre 10 pessoas mordidas por um cachorro, quatro tem menos de 15 anos de idade. A cada 10 minutos, uma pessoa morre após contrair raiva.

Mas prevenir é muito mais barato. A vacinação para os cachorros custa menos de US$ 1. Imunizar 70% dos animais onde a doença existe pode reduzir para zero os casos em humanos.

Mas a OMS lembra que não será possível eliminar totalmente a raiva sem ampliar o tratamento e o acesso das vítimas à vacinação. Ao lançar a iniciativa, as agências pedem que o custo da vacina para os humanos diminua, com uma colaboração internacional mais forte neste sentido.

Neste ano, a OMS conseguiu distribuir mais de 15 milhões de doses de vacina canina em muitos países. Até sexta-feira, ocorre em Genebra uma conferência global sobre eliminação da raiva em humanos, com a participação de autoridades de saúde pública, veterinários e doadores.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031