Conselho de Segurança expressa apoio às eleições no Haiti

Ouvir /

Membros do órgão pedem a todos os candidatos e partidos políticos a se comprometerem publicamente com o processo eleitoral e formação do governo, incluindo posse de novo presidente em 7 de fevereiro.

Minustah continua prestando apoio ao país.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York. 

O Conselho de Segurança divulgou nesta quarta-feira um nota onde reforça a importância do Haiti ter eleições pacíficas e confiáveis. O órgão lembra que o país conseguiu realizar dois turnos das eleições em 9 de agosto e 25 de outubro, e com o apoio da comunidade internacional, deve conseguir concluir o processo.

Segundo agências de notícias, o país adiou a última fase das eleições presidenciais e parlamentares, que estavam agendadas para o próximo domingo, dia 27. Ainda não foi divulgada uma data alternativa.

Futuro Presidente

O Conselho de Segurança expressou "forte compromisso em apoiar eleições livres e justas". Os países que integram o órgão fazem um apelo aos líderes políticos, para que garantam que a vontade do povo haitiano seja refletida no resultado das eleições.

O órgão pede a todos os candidatos e partidos políticos para se comprometerem publicamente com o processo eleitoral e com a formação do governo, respeitando o cronograma constitucional, que prevê que o novo presidente tome posse em 7 de fevereiro.

Transparência

O Conselho reconhece que as instituições haitianas tomaram vários passos para tratar de irregularidades e melhorar o próximo turno das eleições. Por isso, o órgão defende que continue sendo dada atenção à transparência.

Uma das medidas elogiadas pelo Conselho é a criação da Comissão de Avaliação do Haiti, uma das iniciativas que pode aumentar a transparência e  a credibilidade do processo eleitoral.

Calma

Os membros do Conselho de Segurança pediram também aos candidatos, apoiadores e partidos políticos que se mantenham calmos, evitem violência e provocações e resolvam as divergências por meio de mecanismos legais, preservando a estabilidade que o país alcançou nos últimos anos com o apoio da Minustah.

A Missão de Estabilização das Nações Unidas no Haiti deve continuar mantendo seu apoio crítico ao país, mas as autoridades haitianas precisam "manter a calma e um ambiente pacífico", segundo o Conselho de Segurança, que vai continuar acompanhando a situação no país.

Leia Mais: 

 ONU preocupada com crescene incerteza política no Haiti

El Niño obrigou fundo da ONU a liberar verba para apoiar milhões de pessoas

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 12 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 12 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031