Após ataques suicidas, Ban reafirma solidariedade com povo do Chade

Ouvir /

Secretário-geral da ONU condenou ação tripla na ilha de Koulfoua; mais de 30 pessoas morreram; Ban Ki-moon diz ser mais um exemplo da brutalidade do Boko Haram.

Civis no Chade. Foto: Acnur.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

O secretário-geral da ONU condenou o triplo ataque suicida ocorrido sábado na ilha de Koulfoua, no Chade. Segundo a nota divulgada pelo porta-voz de Ban Ki-moon, mais de 30 pessoas morreram e muitas outras ficaram feridas.

Para Ban, "os atos desprezíveis demonstram mais uma vez a brutalidade do Boko Haram". O secretário-geral enviou os pêsames aos familiares das vítimas.

Combate

Na nota, ele reforça seu pedido aos países afetados pela violência do Boko Haram, para que tratem da raiz do flagelo de maneira "holística e integrada".

O secretário-geral reafirma a solidariedade com o povo do Chade e reforça o apoio das Nações Unidas ao governo do país, na luta contra o terrorismo. Segundo Ban, essa luta precisa ser conduzida com total respeito à lei internacional de direitos humanos, à lei humanitária e à lei de refugiados.

 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031