Acnur preocupado com violência na fronteira grega, pede mais segurança

Ouvir /

Agência afirmou que as tensões têm aumentado como resultado de restrições impostas pelas autoridades ao longo da rota dos Balcãs; até o momento, este ano, cerca de 730 mil pessoas teriam chegada à Grécia pelo mar.

Na fronteira da Grécia com a Macedónia uma mãe segura no seu filho assustado. Foto: Unicef/Tomislav Georgiev

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Acnur, pediu às autoridades da Grécia e da ex-República jugoslava da Macedónia que administrem a fronteira de forma consistente com os direitos humanos e os princípios de proteção de refugiados.

A agência afirmou que as tensões têm aumentado na área como resultado de restrições impostas pelas autoridades ao longo da rota dos Balcãs.

Limitações

Limitações estão sendo impostas sobre refugiados e migrantes que não sejam da Síria, do Afeganistão e do Iraque. A situação está a causar tensões em Idomeni, no lado grego da fronteira.

Segundo o Acnur, isso levou à violência em diversas ocasiões e ao fecho temporário da fronteira.

A agência expressou profunda preocupação com o cenário. Além disso, afirmou estar entristecida com a morte de um marroquino esta quinta-feira na fronteira, em circunstância ainda não esclarecida.

Proteção

O Acnur pediu às autoridades gregas que priorizem a restauração da segurança como forma de garantir a proteção dos que precisam e a segurança dos trabalhadores humanitários e dos voluntários.

A agência reiterou preocupação com as consequências de restrições na fronteira que estão a ser implementadas em diversos países nos Balcãs.

O Alto Comissariado recomendou que as pessoas sejam identificadas com base nas suas necessidades de proteção e não na sua nacionalidade.

Mar

A agência da ONU e outras instituições pediram aos Estados envolvidos que restabeleçam os mecanismos de resposta acordados em reuniões em outubro.

No início desta semana, o Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, e a Organização Internacional para Migrações, OIM, relataram que houve até o momento, este ano, cerca de 730 mil chegadas na Grécia pelo mar, com fluxos indo mais adiante à Europa através da Macedónia, Sérvia, Croácia e Eslovénia.

Leia Mais:

Dobra o total de crianças refugiadas que pedem asilo à Europa

OIM: “mais de 110 mil migrantes chegaram à Grécia em novembro”

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031