UIT: mais de 95% da população mundial tem cobertura de celular

Ouvir /

Assinaturas de telefones móveis chegaram a 7,1 bilhões em todo o mundo; 43,4% da população tem acesso à internet; dados estão em relatório da União Internacional de Telecomunicações lançado nesta segunda-feira; Brasil registrou "melhorias significativas no setor".

Foto: Simone D. McCourtie / Banco Mundial

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.

O principal relatório anual da União Internacional de Telecomunicações, UIT, lançado nesta segunda-feira, revela que 3,2 bilhões de pessoas estão agora online. Isto representa 43,4% da população global.

Assinaturas de telefones móveis chegaram a 7,1 bilhões em todo o mundo, com quase 95% da população global agora com cobertura de sinal de celular.

Melhora

O relatório também menciona que todas as 167 economias incluídas no Índice de Desenvolvimento de Tecnologia da Informação e Comunicação, IDI, da agência aumentaram seus valores entre 2010 e 2015.

Isto significa que os níveis de acesso, uso e habilidades com estas tecnologias continuam melhorando em todo o mundo.

Reconhecimento

O documento "Medindo a Sociedade de Informação”, da UIT, é reconhecido como tendo os dados e análises mais confiáveis e imparciais sobre a situação global do desenvolvimento das tecnologias de informação e comunicação.

Segundo a agência, o relatório é muito usado por governos, organizações internacionais, bancos de desenvolvimento e setor privado em todo o mundo.

Desenvolvimento Sustentável

Para o secretário-geral da UIT, Houlin Zhao, "as tecnologias de comunicação de informação serão essenciais no cumprimento de todos os 17 objetivos de Desenvolvimento Sustentável, ODS".

Ele destacou que "sem medição e elaboração de relatórios, não é possível acompanhar o progresso que está sendo feito".

Internet

De acordo com o relatório, até o fim deste ano, 46% das residências em todo o mundo terão acesso à internet, em comparação com 44% no ano passado e 30% em 2010.

Nos países em desenvolvimento, 81,3% das famílias têm acesso à internet em casa atualmente, em comparação com 34,1% nos países em desenvolvimento e apenas 6,7% nas 48 nações designadas pela ONU como menos desenvolvidas, LDCs, na sigla em inglês.

Os últimos dados mostram que houve uma desaceleração do crescimento no uso da internet de 7,4% em 2014 para 6,9% em 2015.

No entanto, o número de usuários da internet nos países em desenvolvimento quase dobrou nos últimos cinco anos.

Banda Larga

O crescimento mais rápido continua sendo em banda larga móvel. O número de assinaturas em todo o mundo cresceu em mais de quatro vezes em cinco anos, de 800 milhões em 2010 para cerca de 3,5 bilhões em 2015.

O número de assinaturas de banda larga fixa cresceu de forma bem mais lenta, para aproximadamente 800 milhões atualmente.

Cobertura

Segundo a UIT, mais de 95% da população tem, atualmente, cobertura de serviços de celular.

Calcula-se que 350 milhões em todo o mundo ainda vivem em locais fora do alcance de uma rede móvel, esse total era de 450 milhões há um ano.

O relatório afirma que  89% da população urbana mundial está atualmente coberta por uma rede 3G. No entanto, apenas 29% das 3,4 bilhões de pessoas vivendo em áreas rurais têm este acesso.

Previsões para 2020

Em 2014, a UIT adotou a Agenda Conecte 2020, que estabelece, entre outras questões, uma série de objetivos e metas para melhorar o crescimento e a inclusão das tecnologias de comunicação e informação.

O relatório da agência prevê que 56% das residências em todo o mundo devem ter acesso à internet em 2020, excedendo a meta de 55%.

No entanto, a proporção de usuários da internet está projetada para 53% da população global em 2020, abaixo da meta de 60%.

A agência afirma que mais ação também será necessária para garantir que metas de crescimento e inclusão sejam alcançadas nos países em desenvolvimento e, particularmente, nos LDCs.

Preço

O relatório mostra que o preços dos serviços de telefones celulares, especialmente de banda larga móvel, continuam caindo em todo o mundo.

No entanto, após diversos anos em queda, os preços dos serviços de banda larga fixa subiram entre 2013 e 2014.

Ranking

Em 2015, a Coreia do Sul ficou em primeiro lugar no ranking da UIT sobre o Índice de Desenvolvimento de Tecnologia da Informação e Comunicação, IDI, com Dinamarca e Islândia em segundo e terceiro lugares.

A avaliação mede 167 países em seus níveis de acesso, uso e habilidades em relação a essas tecnologias.

Nas Américas, os Estados Unidos, Canadá e Barbados lideram os rankings de IDI, com valores acima de 7,5.

Segundo a agência, os países da região tiveram grandes movimentos para cima e para baixo no ranking entre 2010 e 2015 e citou o Brasil como uma das nações com "melhorias substanciais".

Na África, as ilhas Maurício são o único país com um IDI acima da média global de 5,03. Cabo Verde é um dos outros três países no continente que tem valor acima da média para países em desenvolvimento, 4,12.

Leia Mais:

ONU vai criar frequência de rádio para detectar sinais de aviões

África Subsaariana: menos de duas em cada 100 pessoas têm acesso à internet 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031