Pnuma diz que redução das emissões de CO2 deve atingir 6Gt até 2030

Ouvir /

Agência da ONU alerta que resultado não é suficiente para mater o aumento da temperatura global abaixo de 2º C até fim do século; especialistas afirmam que para cumprir meta será necessário um corte de mais 12 gigatoneladas dos gases que causam o efeito estufa.

Redução de emissões de gases até 2030. Foto: Pnuma

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

Um relatório do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, Pnuma, divulgado esta sexta-feira, prevê uma redução de 6 gigatoneladas nas emissões de gases que causam o efeito estufa até 2030.

Mas para manter o aumento da temperatura global abaixo dos 2º C até 2100, os especialistas dizem que será necessária uma redução de mais 12 gigatoneladas de dióxido de carbono, CO2.

Brasil

O documento  representa a avaliação de uma equipe de cientistas globais sobre as promessas de cortes nas emissões de gases, chamadas de Contribuições Voluntárias Nacionais, feitas por 146 países no mês passado, incluindo o Brasil.

Essas nações juntas são responsáveis por 88% de todas as emissões de gases poluentes no mundo.

Durante a Cúpula da ONU sobre Desenvolvimento Sustentável em setembro, a presidente Dilma Rousseff anunciou que o país pretende reduzir em 37% as emissões que causam o efeito estufa até 2025, comparado aos níveis registrados em 2005.

A meta do governo brasileiro é reduzir ainda mais as emissões, chegando a 43%, até 2030.

Compromisso

O relatório do Pnuma afirma que os países estão seguindo no caminho correto mas muito mais precisa ser feito.

O diretor-executivo da agência da ONU, Achim Steiner, disse que "as atuais promessas feitas pelos países combinadas com as políticas criadas para o setor nos últimos anos demonstram um compromisso sem precedentes dos Estados-membros para combater esse grande desafio global".

Apesar do esforço mundial, as Contribuições Nacionais Voluntárias, se implementadas integralmente, vão permitir que a temperatura global aumente até 3º C em 2100.

O índice é considerado perigoso pelos cientistas que preveem impactos ambientais significativos.

COP 21

Para limitar a alta da temperatura em até dois graus centígrados, as emissões de CO2 mundiais devem ficar em 48 gigatoneladas até 2025 e 42 gigatoneladas até 2030.

O problema é que pelos cálculos atuais, incluindo as promessas de cortes dos países, essas emissões devem chegar a 53 e 54 gigatoneladas respectivamente.

As atenções estão voltadas agora para a Conferência das Nações Unidas sobre Mudança Climática, conhecida como COP 21.

A expectativa é que um acordo sobre o clima seja alcançado durante a reunião que ocorre em Paris, entre 30 de novembro e 11 de dezembro.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031