Pequeno grupo de países lidera avanço tecnológico global

Ouvir /

Relatório da Organização Mundial da Propriedade Intelectual mostrou que Japão e Estados Unidos lideram nos setores de impressão em 3D, nanotecnologia e robótica; Coreia do Sul, Alemanha e China também fazem parte do grupo.

Francis Gurry em discurso na apresentação do relatório. Foto: Wipo

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

A Organização Mundial da Propriedade Intelectual, Ompi, afirmou que um pequeno grupo de países lidera as pesquisas e descobertas tecnológicas em três setores: impressão em 3D, nanotecnologia e robótica.

Segundo o relatório Mundial sobre Propriedade Intelectual 2015, divulgado esta quarta-feira, Japão e Estados Unidos são os mais avançados nestas áreas seguidos por Coreia do Sul, Alemanha e China.

Crescimento Econômico

A Ompi afirma que essas áreas têm o potencial de impulsionar o crescimento econômico global futuro, como aconteceu anteriormente com os avanços em relação a aviões, antibióticos e semicondutores.

O documento cita as inovações tecnológicas e pede a governos e empresas que aumentem os investimentos para o setor.

O diretor-geral da agência da ONU, Francis Gurry, afirmou que "os avanços tecnológicos têm sido a raíz das longas expansões econômicas".

O relatório mostra que Japão, Estados Unidos, Alemanha, França, Reino Unido e Coreia do Sul são responsáveis por 75% dos pedidos de novas patentes nessas três áreas.

Toyota e Samsung

As companhias japonesas dominam no setor de robótica com Toyota, Honda, Nissan, Panasonic e Sony, entre outras. Fora o Japão, somente a alemã Bosh e a sul coreana Samsung fazem parte do grupo.

As empresas japonesas também dominam o setor de nanotecnologia e perdem somente para as companhias americanas na questão da impressão em 3D.

O documento diz que, desde 2005 a China é responsável por mais de 25% dos pedidos de patentes nas áreas de robótica e impressão em 3D. No caso da nanotecnologia, os chineses representam 15% dos pedidos.

A agência cita os elementos principais do sucesso nas inovações tecnológicas. Segundo os especialistas são necessários fundos públicos para pesquisa científica e apoio para transferir projetos tecnológicos promissores para o estágio de produção.

Eles mencionam ainda forças competitivas de mercado para encorajar as companhias a investirem em inovação.

Leia Mais:

Propriedade Intelectual pode promover economia africana, afirma Ompi

Música e sua produção em destaque no Dia Mundial da Propriedade Intelectual

Gigantes da telefonia da China e dos EUA lideram registros de patentes

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031