ONU: “uma em cada três pessoas não tem acesso a saneamento básico”

Ouvir /

Secretário-geral disse também que uma em cada oito pessoas no mundo faz suas necessidades ao ar livre; Ban alertou que falta de saneamento e higiene são principais causas de doenças e desnutrição; diarreia mata mais de 800 mil crianças no mundo anualmente.

A falta de saneamento e de higiene são uma das principais causas de doenças e desnutrição. Foto: ONU/Patricia Esteve

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.*

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, alertou que uma em cada três pessoas no mundo não tem acesso a um banheiro apropriado. Isso representa mais de 2,4 bilhões dos 7,3 bilhões de habitantes do planeta.

Ban disse ainda que 946 milhões de pessoas no mundo inteiro, aproximadamente uma em cada oito, fazem suas necessidades fisiológicas a céu aberto. Elas não têm acesso a qualquer tipo de saneamento básico.

Dignidade

O chefe da ONU fez a declaração para marcar o Dia Mundial do Toalete, esta quinta-feira, 19 de novembro.

Segundo Ban, o saneamento representa um ponto central para a saúde humana e ambiental, como também para a criação de oportunidades, desenvolvimento e dignidade da população.

Ele afirmou que a falta de saneamento e de higiene são uma das principais causas de doenças e desnutrição. Ban disse que mais de 800 mil crianças no mundo, uma a cada dois minutos, morrem de diarreia.

Vida

O secretário-geral declarou que quase metade dos óbitos de menores de cinco anos é causada por desnutrição. Ban disse que 25% das crianças nessa faixa etária sofrem de nanismo.

O chefe da ONU explicou que muitas outras crianças e adultos estão adoecendo gravemente e sofrendo consequências de saúde e desenvolvimento pelo resto da vida.

Ele afirmou que a Agenda 2030 pede um esforço renovado mundial para oferecer acesso adequado de saneamento a toda a população.

Unicef

O Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, afirmou que a falta de banheiros coloca em risco a vida de milhões de crianças, principalmente as mais pobres.

Segundo a agência da ONU, 159 milhões de crianças com menos de cinco anos sofrem de algum tipo de nanismo, estão abaixo da altura média para a idade. Além disso, 50 milhões estão abaixo do peso médio para a idade.

O Unicef afirmou que a falta de saneamento, em particular o fato de as pessoas defecarem ao ar livre, contribui para a incidência de diarreia e a propagação de parasitas que causam a desnutrição.

*Apresentação: Leda Letra.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031