ONU quer investigação da morte de refugiados sudaneses no Egito

Ouvir /

Secretário-geral quer responsabilização pelos incidentes contra as vítimas que tentavam atravessar a fronteira para Israel; cinco sudaneses perderam a vida esta segunda-feira, após a morte de outros 15 na semana passada.

Secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon. Foto: ONU/Mark Garten

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O secretário-geral da ONU instou as autoridades egípcias a realizar investigações para esclarecer os assassinatos de refugiados sudaneses perto da fronteira entre Egito e Israel.

Em nota emitida pelo seu porta-voz, Ban Ki-moon destaca o incidente ocorrido esta segunda-feira que resultou na morte de cinco sudaneses e o ferimento de outros seis.

Forças de Segurança

A ONU destaca que na semana passada foram divulgados relatos a dar conta de 15 refugiados sudaneses que morreram vítimas de tiros das forças de segurança egípcias, num incidente em que outros oito foram feridos.

De acordo com agências de notícias, as vítimas teriam sido atingidas quando tentavam atravessar ilegalmente a fronteira para Israel.

Responsabilização

A nota refere que o secretário-geral quer que seja garantida a responsabilização e evitadas ações similares.

Os relatos das agências mencionam tensões constantes na área onde fica a fronteira entre Israel e a Faixa de Gaza, a leste. A região também é marcada por tentativas do Egito de repelir insurgentes do autoproclamado Estado Islâmico do Iraque e do Levante, Isil.

Leia Mais:

Resolução do Conselho de Segurança classifica Isil como "ameaça global"

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031