Mais de 50 oficiais rejeitam violência contra crianças no Sudão do Sul

Ouvir /

Compromissos foram assinados pelos membros da força da oposição; documento prevê responsabilização por crimes sexuais; sessão de trabalho teve foco na prevenção e resposta à violência sexual associada aos conflitos.

Zainab Bangura no Conselho de Segurança. Foto: ONU/Cia Pak

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

A representante especial do secretário-geral sobre Violência Sexual em Conflitos saudou esta terça-feira a medida de vários oficiais da oposição com vista ao fim da prática.

Trata-se de 54 oficiais superiores do Movimento de Libertação do Povo do Sudão/Exército Popular de Libertação do Povo Sudanês, Splm/Spla, que firmaram os chamados compromissos. As patentes dos envolvidos variam de tenente-general a major.

Liderança

Zainab Bangura explicou que o documento destaca a responsabilidade individual e de comando pelas forças sob a sua liderança. O grupo de comandantes declara publicamente que os subalternos devem ser responsabilizados pelos crimes de violência sexual.

Além da prestação de contas, as medidas previstas incluem investigações, cooperação com as autoridades da justiça militar,  proteção de vítima, testemunhas, além de agentes judiciais, humanitários e pessoas que prestam serviços.

Crimes

Bangura disse que a assinatura dos compromissos é um “passo encorajador para proteger mulheres, crianças e homens” do tipo de crimes no Sudão do Sul.

O ato seguiu-se a um seminário sobre prevenção e resposta à violência sexual associada a conflitos, que foi organizada numa base de combatentes no Sudão do Sul.

O gabinete da representante levou a cabo a ação em finais de outubro,  em parceria com a Missão das Nações Unidas no Sudão do Sul, Unmiss.

Em dezembro de 2014, o líder do grupo, Riek Machar adotou o documento, dois meses após o presidente sul-sudanês Salva Kiir ter firmado um comunicado sobre a violência sexual associada aos conflitos.

*Apresentação: Alexandre Soares.

Leia Mais:

Sudão do Sul: Missão da ONU apoia ações após queda de avião

Unmiss consegue libertar com segurança reféns no Alto Nilo 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 13 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 13 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031