Concentração de gases que causam efeito estufa bate recorde

Ouvir /

Organização Meteorológica Mundial afirmou que entre 1990 e 2014 houve um aumento de 36% do calor; principais gases que causam o aquecimento do planeta são dióxido de carbono, metano e óxido nitroso.

Os gases que causam o efeito estufa são expelidos por fontes naturais ou atividades industriais, agrícolas e domésticas. Foto: Pnuma

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O boletim da Organização Meteorológica Mundial divulgado esta segunda-feira, mostra que o acúmulo na atmosfera dos gases que causam o efeito estufa bateu recorde em 2014.

Segundo a OMM, entre 1990 e 2014 houve um aumento de 36% na força radioativa, que causa o efeito de aquecimento devido a grande concentração de dióxido de carbono, CO2, metano, CH4, e óxido nitroso, N2O.

Interação

Esses gases são expelidos por fontes naturais ou atividades industriais, agrícolas e domésticas.

Os especialistas da agência da ONU citam ainda que a interação entre o dióxido de carbono e o vapor d'água amplifica o aquecimento.

O secretário-geral da OMM, Michel Jarraud, disse no lançamento do relatório em Genebra que "todos os anos a organização anuncia um novo recorde na concentração dos gases que causam o efeito estufa".

Jarraud afirmou que "todos os anos a agência diz que o tempo está se esgotando". Segundo ele, a comunidade internacional tem que agir agora e cortar as emissões desses gases para que o mundo tenha a chance de manter o aumento das temperaturas num nível controlado.

O relatório alerta que a concentração atmosférica de CO2 atingiu 397,7 partes por milhão, em 2014. No Hemisfério Norte, o acúmulo de dióxido de carbono superou a barreira simbólica de 400 partes por milhão, ppm, na primavera. O mesmo aconteceu este ano.

Jarrau disse que "ninguém consegue ver o CO2. Ele é uma ameaça invisível."

Ondas de Calor

Para o chefe da OMM, isso significa temperaturas globais mais altas, mais efeitos climáticos extremos, como por exemplo, ondas de calor e enchentes.

Ele citou ainda que em relação aos oceanos será possível constatar o aumento dos níveis e da acidez dos mares, como ainda o degelo nos Polos Norte e Sul.

Jarrau deixou claro que isto está "acontecendo agora e que o mundo está seguindo rapidamente por um caminho desconhecido".

A situação segue um ciclo vicioso com o excesso de energia preso na atmosfera pelo dióxido de carbono e outros gases aumentando a temperatura da superfície terrestre.

Ao mesmo tempo, o chefe da OMM disse que esse aquecimento gera o aumento do vapor d'água que acaba causando mais calor.

Impacto

Jarraud afirmou que "o dióxido de carbono permanece na atmosfera por centenas de anos e nos oceanos por muito mais tempo". Ele explicou que as emissões de gases passadas, presentes e futuras vão ter um impacto cumulativo tanto no aquecimento global como na acidificação dos oceanos.

O boletim da agência da ONU mostra a concentração dos gases que causam o efeito estufa e não as emissões.

A OMM revela que a concentração de CO2 na atmosfera chega a 83%. As atividades humanas são as principais responsáveis por este resultado, principalmente a queima de combustível fóssil, como a gasolina e o diesel.

Depois do dióxido de carbono, o outro gás perigoso para o aquecimento do planeta é o metano. Ele é gerado por fontes naturais e também por atividades humanas como agricultura, criação de animais e exploração de petróleo.

O óxido nitroso também pode ser emitido por fontes naturais e por atividades humanas, como por exemplo os oceanos, o solo, o uso de fertilizantes e vários outros processos industriais.

Comparação

Em comparação aos níveis pré-industriais, a concentração de CO2 aumentou 143%, no caso do metano, essa alta foi de 254% e do óxido nitroso de 121%.

Os cientistas explicam que o vapor d'água e o dióxido de carbono são os dois principais gases que causam o efeito estufa. Mas o CO2 é o fator principal nesse processo.

O vapor d'água serve como um "mecanismo de resposta" e acontece apenas como uma reação ao aumento do dióxido de carbono.

Leia Mais:

Pnuma diz que redução das emissões de CO2 deve atingir 6Gt até 2030

Relatora fala sobre relação entre mudança climática e segurança alimentar

Ban saúda envio de planos de ação climática por 147 países antes de Paris

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031