Ban chama atenção para crianças privadas de liberdade

Ouvir /

Secretário-geral da ONU fez a declaração para marcar o Dia Universal das Crianças, esta sexta-feira, 20 de novembro; ele afirmou que objetivo é promover o bem-estar e os direitos humanos dos menores de idade.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, chamou atenção esta sexta-feira para todas as crianças privadas de liberdade no mundo.

A declaração foi feita para marcar o Dia Universal das Crianças, 20 de novembro, que foi criado para celebrar a adoção da Convenção sobre os Direitos da Criança, em 1989.

Direitos Humanos

Ban disse que o objetivo da data é promover o bem-estar e os direitos humanos dos menores de idade, especialmente os que sofrem os impactos da pobreza, dos conflitos armados, da discriminação e da exploração.

O chefe da ONU disse que "o mundo reafirma a obrigação de fazer o possível para permitir que as crianças possam sobreviver e progredir, aprender e crescer e que suas vozes sejam ouvidas e possam alcançar seu potencial".

Ban quer enfatizar este ano a importância de garantir que os compromissos feitos pela comunidade internacional cheguem às crianças "esquecidas ou negligenciadas".

Cadeias e Hospícios

Ele explicou que muitos menores estão jogados em cadeias, hospícios ou sofrem de outras formas de detenção. Segundo o secretário-geral, algumas crianças estão mais vulneráveis porque são migrantes, buscam asilo, não têm onde morar ou são vítimas de organizações criminosas.

Ban disse que "por quaisquer que sejam as circunstâncias, a Convenção determina que a privação de liberdade deve ser usada como último recurso e por um período muito curto".

O objetivo da ONU é buscar os melhores interesses das crianças, evitar a privação de liberdade e promover alternativas à detenção.

Estudo Global

Ban disse que as Nações Unidas estão preparando um Estudo Global para mostrar a escala e as condições das crianças que sofrem deste problema.

O documento vai reunir dados específicos sobre a situação, identificar boas práticas e ajudar os países a lidarem com essa questão.

O chefe da ONU afirmou que o Dia Universal das Crianças acontece no momento em que 60 milhões de pessoas foram forçadas a abandonar suas casas em todo o mundo. Esse é o maior número já registrado desde a 2ª Guerra Mundial.

Ban disse que as crianças representam quase metade dos deslocados que fogem da opressão, do terrorismo, da violência e de outras violações dos direitos humanos.

Leia Mais:

Com doação de livros, Angola celebra a Convenção dos Direitos da Criança

Unicef destaca proteção de crianças da exploração sexual online

 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 12 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 12 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031