Acnur: mais de 3 mil pessoas por dia continuam chegando a Lesbos

Ouvir /

Dos 660 mil refugiados e migrantes que chegaram à Grécia este ano, mais da metade teria desembarcado na ilha; segundo estimativas do Acnur, até o momento, 3.460 pessoas morreram no Mediterrâneo.

Grupo de refugiados chegam à ilha grega de Lesbos (30 de setembro de 2015) Foto: Acnur/Achilleas Zavallis

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.

Apesar das condições perigosas no mar, o Alto Comissariado da ONU para Refugiados, Acnur, afirmou que o número de refugiados e migrantes chegando à ilha grega de Lesbos continua alto.

Em média, cerca de 3,3 mil pessoas chegaram por dia, até o momento.

Inverno

Em Genebra, o porta-voz do Acnur, Adrian Edwards, falou a jornalistas que dos 660 mil refugiados e migrantes que chegaram à Grécia este ano, mais da metade desembarcou em Lesbos.

Ele afirmou que com a aproximação do inverno, "a capacidade de recepção e suas condições permanecem um problema e diversas ações estão sendo tomadas para abordar a questão".

Mortes

Segundo estimativas do Acnur, desde janeiro,  3.460 pessoas morreram no Mediterrâneo, 360 nas últimas quatro semanas. Cerca de 250 destas mortes ocorreram em águas territoriais gregas, no mar Egeu.

A agência afirmou que está trabalhando com a guarda costeira nacional para facilitar o envio de salva-vidas experientes e forneceu equipamento para apoiar as ações de resgate em Lesbos.

Recepção

O Acnur e seus parceiros fornecem locais para descanso, roupas, alimentos, água limpa e assistência médica.

Oito ônibus e três minivans estão sendo usados para transportar recém chegados das praias aos locais de recepção e isto será expandido, se necessário.

Segundo o porta-voz, a agência da ONU está fazendo um apelo às autoridades que aumentem a capacidade de acomodação e recepção como questão de urgência.

Edwards afirmou que há apenas 2,8 mil lugares para os 12 mil refugiados e migrantes atualmente na ilha. Como resultado, "muitas pessoas, incluindo mulheres, crianças e recém-nascidos não têm escolha a não ser dormir ao ar livre, acendendo fogueiras para se aquecer".

Segurança

Ele ressaltou que a situação "cria preocupações adicionais de proteção e segurança" e é "motivo de tensão com a comunidade local".

Além destas ações, o Acnur anunciou que está aumentando sua equipe na ilha de Lesbos para 30 pessoas, muitas falando a língua dos refugiados.

Ajuda Humanitária

O porta-voz destacou que a agência levou mais ajuda humanitária com 295 mil itens de assistência, incluindo 37 mil cobertores e 45 mil casacos, além de kits de higiene e cuidados para bebês, colchões e lençois de plástico.

Ao mesmo tempo, o Acnur ressaltou que o acordo recente sobre a rota migratória dos Balcãs, que pede a criação de mais locais de recepção na Grécia, será um fator chave na estabilização da situação. No entato, é necessária uma rápida implementação desse processo.

Leia Mais:

Acnur: cerca de 20 mil refugiados e migrantes estão nas ilhas gregas | Rádio das Nações Unidas

Acnur pede mais US$ 96 milhões para ajudar refugiados na Europa | Rádio das Nações Unidas

Grécia recebeu 28 mil migrantes e refugiados durante fim de semana | Rádio das Nações Unidas

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031