Acnur: cerca de 20 mil refugiados e migrantes estão nas ilhas gregas

Ouvir /

Alto Comissariado está pedindo US$ 32 milhões para as preparações para o inverno na Grécia; valor faz parte de um plano geral de US$ 96 milhões anunciado na quinta-feira.

Grupo de refugiados chegam à ilha grega de Lesbos (30 de setembro de 2015) Foto: Acnur/Achilleas Zavallis

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.

Cerca de 20 mil refugiados e migrantes estão atualmente nas ilhas gregas, segundo estimativas do Alto Comissariado da ONU para Refugiados, Acnur, colocando "pressão considerável nas limitadas instalações de recepção em diversas ilhas".

Para a agência, a situação destaca os repetidos pedidos para a melhoria das condições e o aumento da capacidade para receber as pessoas na Grécia.

Realojamento

O acordo recente que prevê mais locais de recepção e registro no país será importante para a estabilização da situação e para apoiar o programa de realojamento. A iniciativa tem o apoio do Alto Comissariado da ONU.

A agência destaca que, em um primeiro voo, 30 sírios e iraquianos foram realojados da Grécia para Luxemburgo.

A equipe do Alto Comissariado trabalhou durante a semana para fornecer ajuda a refugiados, migrantes e às comunidades que os acolhem, afetados por uma greve de transporte marítimo.

A paralização durou quatro dias e terminou na manhã desta sexta-feira.

Ilhas

Segundo o Acnur, em Lesbos, por exemplo, o número de chegadas caiu  um pouco na quinta-feira, mas já havia entre 7 e 10 mil refugiados e migrantes na ilha, na quarta-feira. Centenas estão em tendas na área portuária.

O Alto Comissariado está ajudando o governo a aumentar a capacidade de recepção, mas o processo ainda é limitado e muitas pessoas estão passando a noite ao ar livre, incluindo mulheres e crianças.

Além de fornecer transporte, a agência da ONU também distribuiu cobertores, colchões e alimentos.

Já na ilha Leros, até quinta-feira havia cerca de 3,4 mil refugiados e migrantes, em uma população total de cerca de 8 mil.

Água e Eletricidade

Isto coloca pressão sobre os serviços públicos, incluindo o abastecimento de água e eletricidade.

O Acnur também tem equipes no local para fornecer assistência à população.

Em Kos, o bom tempo e mar calmo resultou em chegadas contínuas. Outra tragédia no mar, na quinta-feira, deixou uma criança morta e outra desaparecida.

Uma equipe do Acnur afirmou que mais famílias afegãs e iraquianas estão chegando, mas os sírios permanecem sendo a maioria.

Nestas circunstâncias, milhares de mulheres e crianças refugiadas, nas ilhas gregas, estão tendo que passar a noite ao ar livre ou em locais superlotados, "onde são expostas a todos os tipos de riscos, incluindo violência sexual".

O Acnur destaca que fornecer abrigo adequado a elas é essencial para protegê-las e, com a chegada do inverno, logo será vital.

Crianças Desacompanhadas

Há uma preocupação crescente com crianças desacompanhadas e separadas de seus responsáveis. O Acnur esta ajudando na reunificação familiar e também fornecendo assistência psicossocial e jurídica para vítimas de naufrágios.

O Alto Comissariado está pedindo US$ 32 milhões para as preparações para o inverno na Grécia.

Este valor é parte de um plano geral de US$ 96 milhões, o equivalente a cerca de R$ 363 milhões, para o inverno na Grécia e nos Balcãs, que foi anunciado na quinta-feira.

Leia Mais:

Acnur pede ação urgente para lidar com problema das crianças apátridas

218 mil migrantes e refugiados atravessaram o Mediterrâneo em outubro 

 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 12 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 12 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031