Unicef: com frio, crianças afetadas pelo terremoto correm risco de morte

Ouvir /

Agência da ONU preocupada com "condições extremas" do clima, como neve e fortes chuvas; tremor de magnitude 7.5 atingiu Paquistão e Afeganistão; algumas áreas afetadas continuam totalmente inacessíveis.

O governo do Afeganistão calcula que pelo menos 1,2 mil casas foram danificadas ou destruídas em oito dos 29 distritos de Badakhshan. Foto: Unama/Qaher Khan

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

 Segundo o Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, as crianças que vivem em áreas do Afeganistão e do Paquistão afetadas pelo terremoto enfrentam outras "ameaças de morte".

A agência da ONU cita as "condições extremas do clima e a insegurança", já que está difícil entregar ajuda em muitas comunidades. Segundo o Unicef, cerca de 200 pessoas morreram, incluindo 12 meninas, e outras 1 mil foram feridas após o tremor de magnitude 7.5 atingir os dois países na segunda-feira.

Preocupação

Fortes chuvas e neve atingem as áreas montanhosas e remotas. A comunicação é precária e o acesso a esses locais é difícil, de acordo com o Unicef. A diretora regional da agência para o Sul da Ásia fala na "extrema preocupação com o bem- estar e a segurança das crianças, que sofrem mais riscos com a queda da temperatura".

 

Segundo Karin Hulshof, algumas áreas estão totalmente inacessíveis e já era difícil chegar em muitas regiões afetadas mesmo antes do terremoto. Com os governos do Afeganistão e do Paquistão, o Unicef trabalha para entregar itens de ajuda às famílias.

OIM

A Organização Internacional para Migrações, OIM, também está ajudando na assistência à população. Segundo a agência parceira da ONU, "milhares de residentes se preparam para passar uma segunda noite dormindo ao relento, em temperaturas congelantes".

A OIM também destaca que várias casas foram danificadas nas regiões norte, leste e central do Afeganistão. Um de seus escritórios no país sofreu danos, mas todos os funcionários da entidade estão bem.

A OIM calcula que 30% do vilarejo de Swaki, na província de Kunar, foi destruído pelo terremoto e destaca que as autoridades ainda estão começando a "perceber o real impacto da tragédia".

Avaliação

Os funcionários da OIM trabalham juntos com as autoridades do país verificando os danos. Em Badakhshan, por exemplo, que fica numa região montanhosa de difícil acesso desafio, a agência diz que vai levar algum tempo até se possa avaliar todos os danos causados pelo terremoto.

O governo do Afeganistão calcula que pelo menos 1,2 mil casas foram danificadas ou destruídas em oito dos 29 distritos de Badakhshan. No Paquistão, vários distritos foram afetados, incluindo Peshawar, Swat e Swabi.

A organização está fornecendo abrigo de emergência, itens de ajuda e recursos financeiros para ajudar os paquistaneses. O governo já pediu kits de inverno para 500 famílias e equipes da OIM estão seguindo para Bajaur e Mohmand para prestar apoio.

A Autoridade Nacional Paquistanesa de Manejo de Desastres enviou helicópteros para chegar as áreas mais afetadas e acredita-se que "milhares de turistas possam estar isolados após deslizamentos de terra no norte do país".

Leia Mais:

ONU revela estar pronta para apoiar após terramoto no Afeganistão e Paquistão

 

 

 

 

 

 

 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031