Relator lembra governos que tortura é proibida em operações militares

Ouvir /

Juan Méndez destaca que direitos humanos devem ser protegidos mesmo durante intervenções em outros países; medidas extraterritoriais incluem uso da força na ocupação de áreas estrangeiras e operações anti-migração.

O relator pediu aos Estados para garantirem a proteção contra a tortura e outros tratamentos desumanos em casos de detenção extraterritorial. Foto: ONU/Eric Kanalstein

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

O relator especial das Nações Unidas sobre Tortura fez um apelo aos governos, para que garantam a proteção dos direitos humanos mesmo durante ações além de suas fronteiras.

Segundo Juan E. Méndez, a tortura "está aqui, ali e em todo lugar" e na avaliação dele, as ações dos países são cada vez mais "transnacionais". Ele apresentou na terça-feira seu relatório à Assembleia Geral da ONU.

Operações Militares

O relator destacou que os Estados não podem ferir a "absoluta proibição da tortura e de outros tratamentos desumanos" limitando a responsabilidade que têm durante ações internacionais.

Méndez explicou que práticas extraterritoriais incluem "operações militares além das fronteiras, uso da força durante a ocupação de territórios estrangeiros, operações anti-migração, operações de paz, extradições, rendições à Justiça e detenção de pessoas que estão fora de seus países de origem".

Controle de Fronteiras

O relator reforçou que a proibição da tortura não pode ser limitada a um território e os países precisam "respeitar os direitos de todas as pessoas, em qualquer lugar do mundo".

Ele pediu aos Estados para garantirem a proteção contra a tortura e outros tratamentos desumanos em casos de detenção extraterritorial. Méndez relembrou que esses atos são proibidos até durante operações em alto mar ou de controle de fronteiras.

O relator das Nações Unidas também pediu aos países para que forneçam reparos e reabilitação às vítimas de tortura, independente de onde ela ocorreu ou do responsável pela ação.

Leia Mais:

Subcomissão sobre tortura visita o Brasil

Mulheres devem estar no centro das reformas das operações de paz da ONU

Zeid: 98% dos crimes no México permanecem sem solução

 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031