OMC: acordo para facilitação do comércio pode gerar US$ 1 trilhão/ano

Ouvir /

Relatório Mundial do Comércio 2015 diz que se documento for totalmente implementado poderá gerar grandes dividendos para países em desenvolvimento e menos desenvolvidos.

Roberto Azevêdo. Foto: OMC

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

A Organização Mundial do Comércio anunciou que a implementação rápida e total do Acordo para Facilitação do Comércio, TFA, pela sigla em inglês, pode aumentar as exportações globais em até US$ 1 trilhão por ano.

A afirmação foi feita pelo diretor-geral da Organização Mundial do Comércio, Roberto Azevêdo, esta segunda-feira, durante lançamento do Relatório Mundial do Comércio, 2015, em Genebra.

Desenvolvimento

Segundo o chefe da OMC, os países em desenvolvimento são os que vão receber os maiores benefícios, ficando com mais da metade dos ganhos. O documento diz ainda que os países menos desenvolvidos também vão ser beneficiados nesse processo.

Azevêdo afirmou que "o mundo está mais conectado do que nunca, cada vez mais os países em desenvolvimento estão buscando fazer parte de redes de comércio mundiais".

Ele disse que "processos alfandegários ultrapassados e descoordenados reduzem o movimento de produtos e aumentam exorbitantemente os custos".

O diretor-geral da OMC explicou que o acordo vai ajudar a resolver esse problema com "a padronização, a simplificação e a rapidez nos processos aduaneiros".

Banda Larga

Fazendo uma comparação, Azevêdo disse que a mudança será com passar  do acesso à internet discado para a banda larga.

O relatório da OMC mostra que os impactos globais da implementação do TFA vão elevar as exportações dos países em desenvolvimento entre US$ 170 bilhões e US$ 730 bilhões anualmente.

Os países desenvolvidos também vão ver suas exportações crescerem em até US$ 580 bilhões por ano.

Segundo dados do relatório da OMC, o acordo deve impulsionar em 2,7% a alta das exportações mundiais por ano, que terá um acréscimo de 0,5% no crescimento do PIB global.

Importância

Roberto Azevêdo disse que estes dados "mostram a importância da implementação total do TFA e o mais rápido possível". Ele citou dados do documento dizendo que os benefícios serão maiores dependendo do tamanho e da rapidez de sua implementação.

O diretor-geral explicou que "quanto mais ampla e mais rápida for a implementação do acordo, maiores serão os ganhos".

O TFA foi aprovado pelos países-membros da Organização Mundial do Comércio durante a conferência ministerial em Bali, em dezembro de 2013.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031