No Dia Mundial da Estatística, Ban apela a uma “revolução de dados”

Ouvir /

Secretário-geral defende que a área tenha maior capacidade e explore o potencial das novas tecnologias; mensagem do chefe da ONU cita setor como relevante para o cumprimento da Agenda do Desenvolvimento Sustentável.

ONU quer informação abrangente em todos os países. Foto: Banco Mundial

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

“Dados Melhores, Vidas Melhores” é o lema do Dia Internacional da Estatística, assinalado este 20 de outubro.

Para o secretário-geral da ONU, estatísticas e indicadores fiáveis e atempados são mais importantes do que nunca num momento em que países e organizações começam a executar a Agenda para o Desenvolvimento Sustentável até 2030.

Pobres e Vulneráveis

Em mensagem, Ban Ki-moon disse que é preciso garantir que nesse processo serão contados especialmente os mais pobres e vulneráveis.

O chefe da ONU destacou que nenhuma “criança deve continuar sem registo” e que a incidência de uma doença, mesmo que a localização seja remota, deve continuar a sem ser contabilizada.

O representante defende a necessidade de estatísticas locais para garantir o acesso de todas as crianças à educação e das estatísticas globais para controlar os efeitos das mudanças climáticas em todo o mundo.

Progressos

A mensagem destaca que houve esforços consideráveis de vários países para fortalecerem a sua capacidade estatística nacional, nos últimos 15 anos.

Ban também apontou melhorias na informação para monitorizar os progressos dos Objetivos de Desenvolvimento do Milénio, conseguidas com o Censo Geral da População e Habitação 2010, inquéritos nacionais e dados administrativos.

Comissão de Estatística

O chefe da ONU mencionou ainda os quase 70 anos de liderança do sistema estatístico global, pela Comissão de Estatística das Nações Unidas.

Ban disse que após criar uma linguagem que permite comunicar dados e partilhar experiências práticas, a entidade está pronta para atuar com vista a desenvolver e executar uma medição global dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

Entretanto, o representante apontou como um desafio significativo uniformizar os países mais desenvolvidos no controlo dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Ban disse que é preciso uma “revolução de dados”, na qual deve ser reforçada a capacidade estatística e explorado o potencial das novas tecnologias.

Para o chefe da ONU são necessários contributos e conhecimentos dos produtores de dados, do usuários além de áreas como academia, setor privado e sociedade civil.

Investimentos

Ban pediu o trabalho conjunto de parceiros e das partes envolvidas para garantir investimentos, a capacidade técnica, as novas fontes de dados e processos inovadores.

O objetivo é que todos esses recursos sejam aplicados para uma informação abrangente em todos os países que precisam para atingirem  o desenvolvimento sustentável.

Leia Mais:

Ban pede “humanidade coletiva” para ajudar pessoas em situação de crise

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031