Em Moçambique, 70 anos da ONU coincidem com 40 anos de parceria

Ouvir /

Exposição sobre ações das Nações Unidas marca festejos do 24 de outubro; ONU destaca sinergias em prol do desenvolvimento; operação de paz no país envolveu lusófonos e mais de US$ 294,8 milhões; ministro da Educação destaca impacto da parceria em programas do setor.

Soldado da ONU conversa com crianas moçambicanas. Foto: ONU/Pernaca Sudhakaran

Ouri Pota, da Rádio ONU em Maputo.*

Em Moçambique, a celebração do 70º aniversário das Nações Unidas coincide com a passagem dos 40 anos da parceria da ONU com o país. Moçambique aderiu à maior organização global em 1975, logo após declarar a sua independência.

Em entrevista à Rádio ONU, a coordenadora residente da ONU no país, Bettina Maas disse que, desde então, as relações têm sido caracterizadas por uma parceria marcada por sinergias para o desenvolvimento.

Pilares

"É uma oportunidade boa para refletir sobre as realizações da organização até a data e para identificar as áreas em que as Nações Unidas e a comunidade internacional devem redobrar esforços nos três pilares do nosso trabalho como paz e segurança, desenvolvimento e direitos humanos. É também oportunidade de refletir e festejar a adoção a nova agenda dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável.”

Paz em Moçambique

Um dos maiores destaques da parceria foi o envio da Operação das Nações Unidas em Moçambique, Onumoz, que acompanhou a execução do Acordo Geral de Paz. O pacto de 1992 pôs termo a 16 anos da guerra civil entre o governo e a Renamo.

Mais de 23 anos depois do conflito, a representante destaca as áreas prioritárias das Nações Unidas e das suas agências em Moçambique.

Presidente Joaquim Alberto Chissano recebe, a 1 de Julho de 1994, o protocolo de desmobilização.Foto: ONU/S. Santimano

Reconstrução

"A parceria entre Moçambique e as Nações Unidas tem se traduzido na implementação de vários programas de desenvolvimento em áreas tais como nutrição, segurança alimentar, assistência humanitária, saúde, educação, proteção social e governação. As Nações Unidas jogaram um papel importante nos Acordos de Paz em 1992 e nos processos de manutenção da paz através da reconstrução e das eleições subsequentes do acordo de paz".

Até 1994, a Onumoz integrou mais de 7 mil militares e civis com a participação dos lusófonos Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau e Portugal. Cerca de 1,1 mil civis integraram a operação de paz com custos que rondaram US$ 294 milhões.

O papel das Nações Unidas na área social também foi enaltecido pelo ministro de Educação e Desenvolvimento Humano de Moçambique. Jorge Ferrão falou à Rádio ONU sobre o sentido das celebrações.

Programas

"As Nações Unidas através das suas agências especializadas, sobretudo a Unesco, têm sido um parceiro importante para os programas de educação em Moçambique. Nós perseguimos algumas das principais metas estabelecidas pela Unesco e pela Parceria Global de Educação. Infelizmente não conseguimos alcançar todas. Estamos próximos da meta do acesso, e aqui é necessário fazer uma destrinça, o acesso não pode ser confundido com ingresso."

Em Moçambique, o sistema das Nações Unidas é composto por 22 agências residentes e não residentes. Cerca de 600 técnicos da organização operam em diversas áreas em todo o país.

*Apresentação: Eleutério Guevane

Eleitores num subúrbio de Maputo nas eleições de 28 de Outubro de 1994. Foto: ONU/Pernaca Sudhakaran

Leia Mais:

Galeria de Fotos: 70 anos da ONU

ONU mobiliza jovens para combater a violência a raparigas em Moçambique

 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031