Dia Mundial da Alimentação destaca proteção social e agricultura

Ouvir /

Data é celebrada nesta sexta-feira, 16 de outubro; para secretário-geral, acabar com a fome é "responsabilidade de todos"; em entrevista à Rádio ONU, a diretora do escritório da  FAO em Nova York afirmou que "proteção social é um instrumento importante na redução da fome".

Ban Ki-moon diz que acabar com a fome é "responsabilidade de todos". Foto: Danilo Pinzon / World Bank

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York

O tema do Dia Mundial da Alimentação 2015 é Proteção Social e Agricultura: Rompendo o Ciclo de Pobreza Rural. A data é celebrada nesta sexta-feira, 16 de outubro.

Para o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, o assunto "destaca o papel crucial das transferências de renda, seguro, pensões e outros programas de proteção social para permitir que pessoas vulneráves gerenciem melhor os riscos e construam meios de subsistência rentáveis".

Bem-Estar

Em entrevista à Rádio ONU, a diretora do escritório da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO, Carla Mucavi, falou sobre o dia mundial.

"Chamar a atenção sobre a importância desta data, é recordar o quanto a agricultura de fato contribui para o bem-estar das nossas sociedades em termos de nutrição, saúde, educação e em termos de desenvolvimento sustentável. Isto porque nós, como sociedade, ainda estamos confrontados com a pobreza, ainda temos situação de fome."

Mucavi destacou que a "proteção social é um instrumento importante na redução da fome".

Desenvolvimento Sustentável

A diretora ressaltou ainda os avanços alcançados na redução da fome no âmbito dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio. Ela também falou sobre a nova Agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável, onde o Objetivo 2 é relacionado à erradicação da fome, à segurança alimentar, à nutrição e à agricultura sustentável.

"O grande desafio agora é acabar com a fome no mundo, aquilo que nós chamamos de fato de alcançar a Fome Zero. E aqui há todo um conjunto de ações que devem ser levadas a cabo. Os governos tem que comprometer-se com medidas, programas e projetos nacionais no sentido de fato de resolver esse desafio que o mundo ainda enfrenta."

Desafio Fome Zero

Em mensagem sobre o Dia Mundial, o secretário-geral da ONU afirmou que o Desafio Fome Zero, lançado por ele em 2012, destaca a necessidade de lideranças nacionais em associação com parceiros de diversos setores

Segundo Ban, acabar com a fome é "responsabilidade de todos".

Desperdício e Injustiça

O chefe da ONU destacou a nova Agenda 2030 e mencionou que o mundo alcançou "importante progresso". Desde o ano 2000, "a proporção de pessoas desnutridas caiu quase pela metade".

Ao mesmo tempo, Ban lembrou que em um mundo "onde quase um terço de toda a comida produzida é perdida ou desperdiçada e onde há produção suficiente para alimentar a todos, quase 800 milhões de pessoas ainda passam fome".

Para o secretário-geral, a "fome é mais do que a falta de comida, é uma injustiça terrível". No Dia Mundial da Alimentação, ele pediu que seja reafirmado o compromisso de todos de trabalharem juntos para acabar com o problema nesta geração.

Leia Mais:

Grupo discute como alimentar população global em 2050

FAO: “proteções sociais são a forma mais rápida de acabar com fome”

Fórum da FAO debate erradicação da fome até 2030

Entrevista: José Graziano da Silva

Na ONU, Kaká participa de evento para mobilizar jovens no combate à fome

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 13 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 13 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031