Conselho de Segurança revela "profunda preocupação" com o Burundi

Ouvir /

Declaração presidencial do órgão mencionou "crescente insegurança", "aumento contínuo na violência" e "persistente impasse político"; documento foi emitido após sessão realizada esta quarta-feira.

O Conselho instou a todos os envolvidos a rejeitar a rebelião armada para resolver a crise. Foto: ONU/Loey Felipe

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Conselho de Segurança das Nações Unidas expresso "profunda preocupação" com a "crescente insegurança" e o "contínuo aumento da violência" no Burundi.

Em declaração presidencial emitida nesta quarta-feira, o órgão também mencionou o "persistente impasse político no país, marcado pela falta de diálogo entre os atores burundeses".

Mortes

Segundo o Escritório da ONU para Direitos Humanos, pelo menos 198 pessoas morreram desde abril, após o anúncio da candidatura do presidente Pierre Nkurunziza ao terceiro mandato.

Somente nas últimas três semanas, 63 pessoas perderam a vida no país. O número corresponde a cerca de um terço do total.

Direitos Humanos

Na declaração, o Conselho de Segurança expressou profunda preocupação com o aumento nos casos de abusos e violações de direitos humanos e a "prevalência da impunidade".

O órgão mencionou que mais de 200 mil burundeses estão em buscam de refúgio em países vizinhos. O Conselho elogiou os esforços dos que  respondem à crise humanitária na região.

Acordos de Arusha

Os integrantes do Conselho recordam a importância de respeitar a Constituição do Burundi assim como os Acordos de Arusha, de paz e reconciliação.

Eles destacaram que a situação no país tem o potencial de "minar gravemente os ganhos significativos" alcançados através do pacto, com "consequências devastadoras" para o país e a região como um todo.

O Conselho instou a todos os envolvidos a rejeitar a rebelião armada para resolver a atual crise e, mais uma vez, apelou aos intervenientes burundeses ao envolvimento no diálogo "para poupar o seu país e a população de mais sofrimento".

Leia Mais:

Ban saudou decisão da União Africana de abordar impasse político no Burundi | Rádio das Nações Unidas

Violência matou pelo menos 198 pessoas em seis meses no Burundi | Rádio das Nações Unidas

Ban pede segurança e atmosfera pacífica nas presidenciais burundesas | Rádio das Nações Unida

 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031