ONU quer investigação de ataque que matou soldado da paz em Darfur

Ouvir /

Desconhecidos abordaram forças do contingente sul-africano na terça-feira em Darfur do Norte; de acordo com as Nações Unidas quatro elementos das forças ficaram feridos e um deles está em estado grave.

Tropas eram do contingente sul-africano. Foto: Unamid /Albert González Farran.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

As Nações Unidas “condenam nos termos mais fortes possíveis” o ataque contra as forças da Missão da ONU e da União Africana em Darfur, Unamid, esta terça-feira que causou a morte de um soldado de paz da África do Sul.

A posição foi expressa em comunicados emitidos pelo secretário-geral e pelo Conselho de Segurança.

Escolta

Na ação levada a cabo por desconhecidos, quatro militares sul-africanos ficaram feridos, entre eles um em estado grave. O ataque ocorreu próximo da área de Mellit, em Darfur do Norte, quando as forças escoltavam um comboio de viaturas com equipamento logístico.

As mensagens manifestam solidariedade com os familiares dos mortos e feridos e ao governo sul-africano.

Justiça

O apelo lançado às autoridades sudanesas é que “investiguem o incidente e levem os responsáveis à justiça, o mais rapidamente possível”.

Ban Ki-moon pede às partes em conflito em Darfur para que respeitem a integridade da força de paz, ao lembrar que estas podem ser responsabilizadas por quaisquer ataques ou ameaças contra a Unamid.

O Conselho de Segurança reiterou o seu total apoio à Unamid,  na nota que exorta todas as partes a cooperar plenamente com a missão da área sudanesa.

Leia Mais:

Chefe de direitos humanos da ONU está “exausto e furioso”

No Sudão, chefe humanitária condena ataque que matou dois funcionários 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031