ONU junta líderes globais para adotar agenda de desenvolvimento sustentável

Ouvir /

Estratégia é composta por 17 Objetivos e 169 metas; secretário-geral destaca caráter universal e transformador do plano; organização considera “dia histórico” que deve adotar um plano para não “deixar ninguém para trás”.

Foto: ONU/Cia Pak

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A sede das Nações Unidas acolhe desde esta sexta-feira a Cimeira sobre o Desenvolvimento Sustentável, que deve adotar formalmente a nova agenda global para o período até 2030.

No evento que decorre até domingo, em Nova Iorque, cerca de 150 líderes mundiais devem aprovar os 17 objetivos compostos por 169 metas.

Prosperidade

A ONU considera o encontro uma plataforma de ação da comunidade internacional e dos governos para promover a prosperidade e o bem-estar para todos até 2030.

O momento que marca o início da cimeira foi considerado um “dia histórico” pelo secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon.

A ocasião também é tida como um marco para que seja alcançada a paridade entre homens e mulheres em várias áreas, pela representante da ONU Mulheres no Brasil. Nadine Gasman falou à Rádio ONU, de Brasília.

Igualdade

“É uma nova oportunidade para a humanidade promover a igualdade de género e o empoderamento das mulheres especificamente o objetivo número 5. Para alcançar a igualdade de género, por meio do fortalecimento de mulheres e meninas. É muito claro que não é possível alançar o desenvolvimento sustentável se os direitos humanos não forem iguais para todos e todas.”

Nas vésperas da adoção da estratégia, o secretário-geral disse a governantes e a diplomatas que o mundo vai se unir em torno de uma “agenda universal e transformadora para orientar os esforços de desenvolvimento até 2030″.

Pobreza

O chefe da ONU classificou "de visionário" o plano para erradicar a pobreza e colocar o mundo no caminho do desenvolvimento sustentável. Ban sublinhou que a estratégia é centrada nas pessoas e amigável ao planeta, ao prometer que esta "não deixa ninguém para trás".

O responsável disse que o conjunto de metas defende ainda a construção de um mundo de paz, que deve ser guiado pelos princípios de justiça e solidariedade além de uma preocupação com gerações futuras e com o planeta.

Esperança

O secretário-geral realça o caráter universal do plano, cuja adoção vai “começar a revitalizar “a parceria global para o desenvolvimento. Ban acredita que a agenda é uma “promessa e uma mensagem de esperança para os mais vulneráveis”.

A base da agenda de desenvolvimento sustentável são vários eventos globais. Entre eles, a Cimeira Mundial sobre Desenvolvimento Sustentável de 2002, a Cimeira de 2010 sobre os Objetivos de Desenvolvimento do Milénio, ODMs, e a Conferência sobre Desenvolvimento Sustentável de 2012, Rio+20.

Para elaborar a estratégia também foi feita uma consulta que recolheu os pontos de vista de pessoas em todo o mundo.

Leia Mais:

“Setor privado tem papel fundamental na nova agenda 2030″

Novos objetivos de desenvolvimento podem custar US$ 7 tri por ano

Novos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 14 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 14 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031