ONU 70: emoção marca reinauguração dos painéis de Candido Portinari

Ouvir /

Obra "Guerra e Paz" foi presente do governo brasileiro às Nações Unidas e chegou à sede da organização pela primeira vez em 1957;  para embaixador do Brasil, murais "simbolizam aquilo que a ONU foi criada para que o flagelo da guerra nunca volte a ocorrer".

Evento de reinauguração dos painéis “Guerra e Paz” de Candido Portinari, na sala da Assembleia Geral da ONU. Foto: Rádio ONU.

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.

Um evento na sala da Assembleia Geral na noite de terça-feira marcou a reinauguração dos painéis "Guerra e Paz" do pintor brasileiro Candido Portinari.

O embaixador do Brasil junto às Nações Unidas, Antonio Patriota, falou sobre a importância da obra, que foi presente do governo brasileiro à Organização.

Criação da ONU

"É um evento que nos emociona muito porque traz de volta à sede das Nações Unidas a maior obra de arte que se encontra aqui neste prédio. É uma obra de arte de um grande artista brasileiro, Candido Portinari, que era comprometido com a ideia de paz. São dois painéis que simbolizam aquilo que a ONU foi criada para que nunca volte a ocorrer, o flagelo (da guerra), mas que, infelizmente nós constatamos que ainda existem ao redor do mundo muitas situações onde pessoas sofrem violência, abusos, violações de direitos humanos".

Os painéis chegaram à sede da ONU, em Nova York, pela primeira vez em 1957. Em 2010, quando o prédio entrou em reforma, a obra deixou o local, foi restaurada e exibida no Brasil e na França.

Os murais retornaram ao edifício em dezembro de 2014, mas estavam cobertos desde então.

Pai e Filho

Candido Portinari não participou da inauguração na década de 50. Na cerimônia desta terça-feira, o pintor foi representado por seu filho, e chefe do Projeto Portinari, João Candido Portinari.

"Estou com o coração saindo pela boca. Foi uma coisa assim, inacreditável. Nós enchemos a Assembleia Geral da ONU e sentir a emoção das pessoas, como a gente conseguiu tocar, acho que maior homenagem que essa, impossível. Eu não imaginava que a gente conseguisse estar aqui na Assembleia Geral da maneira como nós estivemos. Sou muito, muito grato a todos que ajudaram que isso acontecesse."

Língua Portuguesa

O evento foi dirigido pela artista Bia Lessa e falado em português.

"Eu acho que a gente tem que falar na língua da gente, a gente tem que falar com a própria alma. O português é a nossa língua, nosso encanto. E a ideia era pegar poemas de vários lugares do mundo, de diferentes épocas e poder fazer aqui alguma coisa que tomara Deus faça algum sentido e dê um passinho para que a gente consiga transformar um pouquinho este mundo cão, né?"

O Evento

O presidente da Fundação Nacional de Artes, Funarte, Francisco Bosco também esteve presente e falou à Rádio ONU sobre a celebração.

"Nós tivemos Maria Bethânia narrando… eu acho que todo mundo, pela mera presença e o rosto dela, ficou impactado com o que ela encerra de cultura brasileira. Isso por si só vale todo o evento, que comemora um dos nossos maiores artistas também, por meio da obra Guerra e Paz. Uma pintura monumental, que foi restaurada e está de volta à ONU, como uma contribuição da cultura brasileira à organização das Nações Unidas."

Idealismo

Falando à Rádio ONU, o embaixador Antonio Patriota mencionou ainda o que chamou de "idealismo" contido na obra de Candido Portinari.

"Uma visão, um idealismo sem o qual nós não conseguiremos superar os entraves à promoção da paz que é a visão de paz com justiça social, sem pobreza, com oportunidades iguais para toda a humanidade".

A reinauguração dos painéis "Guerra e Paz" fez parte das comemorações dos 70 anos das Nações Unidas, em outubro deste ano.

Leia Mais:

Entrevista: João Candido Portinari e a reinauguração de “Guerra e Paz”

ONU 70: Painéis “Guerra e Paz” de Portinari são reinaugurados

Clip: Bia Lessa

Clip: Embaixador do Brasil fala sobre reinauguração de "Guerra e Paz"

Entrevista: Francisco Bosco

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 12 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 12 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031