OIT aborda ligação entre economia e mercado laboral na nova agenda global

Ouvir /

Diretor-adjunto da agência aborda aposta para cobrir lacuna entre homens e mulheres; entrevista à Rádio ONU comenta interação entre jovens, sistemas de educação e oportunidades de emprego.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

As Nações Unidas preparam-se para acolher líderes mundiais para a adoção formal dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável entre 25 e 27 de setembro.

O crescimento económico e o emprego inclusivo são o foco do oitavo dos 17 objetivos da nova agenda global. Perante o cenário, a Organização Internacional do Trabalho, OIT, chama a atenção para disparidades no mercado laboral.

Trabalho

De acordo com a agência, a mulher ganha em media menos 70% em relação ao homem na mesma função. Em relação à proporção feminina que trabalha, a agência destaca que também é menor devido a fatores como a discriminação.

Em conversa com a Rádio ONU, o diretor-adjunto da agência em Nova Iorque,  Vinícius Pinheiro, explicou  porque é relevante apostar no equilíbrio na próxima estratégia global.

Investimento

“Essa é uma meta fundamental, tentar reduzir a brecha salarial entre homens e mulheres e também tentar reduzir a brecha de participação entre homens e mulheres. Grande parte das ações passa por medidas de eliminação da discriminação. Um outro componente importante é o investimento em medidas que façam as mulheres e o homem poderem conciliar as atividades de trabalho e tarefas familiares.”

Criação de mais empregos. Foto: OIT

Além de impulsionar a presença feminina no mercado de emprego, o ODS 8 destaca os jovens na necessidade de busca de emprego pleno, produtivo e o trabalho decente para todos.

Pinheiro disse que o grupo sofre com as atuais lacunas existentes entre o resultado dos sistemas de educação e as necessidades no mercado de trabalho.

Educação Permanente

“É fundamental investir mais em aproximar esses dois elementos. Em segundo lugar, é fundamental investir em programas de aprendizagem profissional e de estágio que permitam uma transição mais suave entre a educação, entre a universidade e entre o ensino técnico e o mercado de trabalho. É necessário criar essas pontes. Finalmente, essa ideia de que a pessoa se forma, depois vai trabalhar e depois de aposenta já é ultrapassada. Hoje, nós temos que investir em educação permanente."

O ODS 8 destaca o Trabalho Decente e o Crescimento Económico,  a meta prioritária é que o crescimento do Produto Internacional Bruto, PIB, dos países chegue até 7% nos próximos cinco anos.

Na Cimeira de Desenvolvimento Sustentável, a ser realizada na sede da ONU, os líderes devem adotar o conjunto das 169 metas para serem executadas nos próximos 15 anos.

Leia Mais:

Assembleia Geral destaca "momento histórico" no fim da 69ª sessão

Ban anuncia síntese dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável pós-2015


 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031