Obama anuncia expansão do apoio americano às operações de paz da ONU

Ouvir /

Evento de alto nível, às margens da Assembleia Geral, discutiu o fortalecimento das operações de paz das Nações Unidas; secretário-geral afirmou que mais de 120 países contribuem atualmente com 125 mil soldados, policiais e equipes civis.

Soldados de paz da Missão Integrada da ONU na República Centro-Africana, Minusca, durante patrulha em Bambari. Foto: ONU/ Catianne Tijerina

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, que afirmou que o país "como o maior contribuinte financeiro às operações de manutenção de paz da ONU, pretende continuar a fazer sua parte".

O líder americano falava em evento realizado na sede da ONU que discutiu o fortalecimento das operações de paz da organização.

Em Nome da Paz

Ele declarou estar emitindo nesta segunda-feira uma nova orientação presidencial, a primeira em mais de 20 anos, para expandir o apoio americano às operações de paz das Nações Unidas.

O secretário-geral da ONU afirmou que estas operações "salvam vidas, protegem as pessoas e ajudam os países a superar conflitos".

Para Ban Ki-moon ser um boina azul é "uma vocação nobre". Ele disse que é preciso sempre lembrar os "corajosos homens e mulheres que fizeram o sacrifício final em nome da paz".

O chefe da ONU afirmou que a demanda por operações de paz nunca foi tão grande.

Números

Segundo Ban, mais de 120 países contribuem atualmente com 125 mil soldados, policiais e equipes civis.

As missões da ONU operam 350 clínicas médicas, 167 helicópteros, 70 aeronaves, 7 navios e mais de 13 mil veículos.

Os boinas azuis "desarmam, desmobilizam e reintegram ex-combatentes; fortalecem o Estado de direito e instituições de segurança e promovem os direitos humanos".

Valor e Sinal

Para o secretário-geral, estes números mostram o "valor" das operações de paz, mas também são um "sinal de tempos conturbados".

Ele afirmou que as situações nas quais os boinas azuis são enviados nunca foram "tão desafiadoras" e mencionou as missões no Sudão do Sul, Mali, República Centro-Africana e Líbano.

Painel de Alto Nível

Ban disse que o "teste compartilhado" é garantir que as operações de manutenção de paz correspondam a estas e futuras tarefas.

O chefe da ONU mencionou ainda o painel de alto nível independente sobre a questão e destacou quatro "necessidades principais", entre elas: capacidades militares eficazes, equipe policial qualificada e a prevenção e punição a exploração e abuso sexual.

Apoio Político

O secretário-geral ressaltou que, além de capacidades concretas, as operações precisam de "apoio político sólido".

Ele destacou ainda que é preciso explorar todo caminho possível para prevenir conflitos antes que eles comecem e promover a "plena participação de mulheres" em prol da paz e segurança.

Ban disse que a presença de tantos líderes mundiais no evento, e as promessas que seriam anunciadas representam um "compromisso coletivo sem precedentes para fortalecer as operações de paz da ONU".

Leia Mais:

70ª Assembleia Geral

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 13 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 13 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031