Iniciativa de energia da ONU busca mobilizar US$ 120 bilhões por ano

Ouvir /

Ban Ki-moon garante que projeto Energia Sustentável para Todos fornece uma base forte para a implementação de novo objetivo de desenvolvimento; secretário-geral espera que todas as pessoas do planeta tenham acesso à luz até 2030.

Energia sustentável para todos.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

O secretário-geral das Nações Unidas participou, esta quarta-feira, de um evento na sede da ONU sobre a iniciativa Energia Sustentável para Todos.

Ban Ki-moon afirmou que desde o lançamento, em 2011, o projeto apresentou soluções para serem mobilizados US$ 120 bilhões por ano. Além da ONU, participam da iniciativa organizações da sociedade civil, setor privado e governos.

ODS7  

Em 10 dias, os líderes mundiais vão adotar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, ODS, com 17 metas para melhorar o planeta e a vida da população até 2030. O secretário-geral explicou que o objetivo número 7 está ligado à energia.

Segundo Ban, a meta foca no acesso à luz, na promoção de energia renovável e na eficiência energética. Por isso, ele acredita que o objetivo 7 "vai mudar o jogo" em vários sentidos, desde a erradicação da pobreza até o combate à mudança climática.

O chefe da ONU disse que a iniciativa Energia Sustentável para Todos está pronta para colaborar com o alcance do ODS7. Por conta de "fortes compromissos" feitos desde a Rio+20, em 2012, Ban Ki-moon acredita ser possível que todas as pessoas do planeta tenham acesso à luz até 2030.

Avanços

Ele explicou que o Banco Mundial criou uma plataforma para monitorar a iniciativa. Já a Agência Internacional de Energia Renovável trabalha para aumentar a cota global de energias renováveis, como a energia solar e eólica.

A Plataforma para Acelerar a Eficiência Energética Global está "fornecendo importantes soluções" para o acordo sobre mudança climática e o Fórum de Energia Sustentável para Todos fornece um espaço de diálogo para ministros do setor.

Por isso, Ban Ki-moon afirma que já foi construída "uma base sólida para apoiar a implementação" do novo objetivo de desenvolvimento sustentável que foca em energia.

Parceria

Mas o secretário-geral acredita ser possível fazer mais: todo o potencial da iniciativa Energia Sustentável para Todos depende de um "acordo institucional sólido,  de longo-prazo".

Ban Ki-moon anunciou que a iniciativa passa a ser encabeçada por uma ONG internacional, a Parceria Energia Sustentável para Todos.

A vice-presidente do Banco Mundial, Rachel Kyte, será a CEO do projeto e a partir de 1 de janeiro, passa a ser também a nova representante especial do secretário-geral para Energia Sustentável para Todos.

A sede da ONG será em Viena, na Áustria, após uma decisão do comitê executivo da iniciativa. Ban Ki-moon vai preparar uma relatório para a Assembleia Geral descrevendo todos os detalhes da novidade.

Leia Mais:

Diretor da Aiea ressalta importância da ciência para o desenvolvimento

ONU oferece US$ 1 milhão para iniciativa de energia sustentável

Países adotam documento com visão sobre as florestas em 2050

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 13 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 13 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031