Ban pede máxima contenção após golpe de Estado no Burquina Fasso

Ouvir /

Secretário-geral deplora o ato “nos termos mais fortes”; presidente e primeiro-ministro foram presos; enviado para a África Ocidental continua na capital Ouagadougou; Ban deplorou a violência no país e pediu máxima contenção às Forças de Defesa e Segurança do país.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O secretário-geral da ONU condenou “nos termos mais fortes” o golpe de Estado no Burquina Fasso, em nota que reitera que todos os detidos durante a ação sejam imediatamente libertados.

Ban Ki-moon exige que a retomada da transição política do país, de acordo com a Constituição e a Carta de Transição. O seu representante especial para a África Ocidental Mohamed Ibn Chambas, está no Burquina Fasso desde quarta-feira.

Violência

O secretário-geral deplora os relatos de violência no país e apela a todas as Forças de Defesa e Segurança a exercer contenção. A nota apela ainda para a garantia do respeito dos direitos humanos e a segurança de todos os burquinabes.

O chefe da ONU disse que os responsáveis pelo golpe de Estado devem ser responsabilizados pelas consequências do ato.

Presidente e primeiro-ministro

Antes,  o Conselho de Segurança tinha reagido à “detenção forçada” do presidente Michel Kafando, bem como do primeiro-ministro Isaac Zida e de vários membros do governo.

Agências de notícias citam a imprensa oficial local dando conta da nomeação do chefe de Estado-Maior General do ex-presidente Blaise Compaoré como novo líder do país.

A medida seguiu-se à tomada do poder por oficiais da guarda presidencial na quarta-feira. A operação foi seguida de tiroteios e de protestos na capital, Ouagadougou.

Na primeira reação, Ban reiterou o apoio firme das Nações Unidas às autoridades de transição e ao Presidente Kafando. Ele reafirmou o suporte a uma transição pacífica e instou ao cumprimento do calendário de transição, incluindo as próximas eleições.

Conselho de Segurança

Os Estados-membros do Conselho de Segurança também emitiram uma nota fazendo um apelo similar. A todos os intervenientes, os países-membros do órgão pediram a realização de eleições livres, justas e credíveis agendadas para 11 de outubro.

Leia Mais:

ONU pede libertação imediata do presidente do Burquina Fasso

Ban pede colaboração entre líderes de transição em Burquina Fasso

Chefe da ONU saúda Burquina Fasso por nomeação de presidente interino

Ban parabeniza Burquina Fasso pela adoção de carta de transição 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 8 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 8 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031