Acnur alerta para "última chance" de se resolver crise de refugiados

Ouvir /

Líderes da União Europeia estão reunidos para discutir propostas de emergência para acolher 120 mil pessoas; agência da ONU disse que mais de 6 mil migrantes e refugiados chegam todos os dias às praias europeias.

Mais de 6 mil migrantes chegam todos os dias à Europa. Foto: Unicef/Tomislav Georgiev

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Acnur, fez um alerta sobre a última chance de se resolver a crise de migrantes e refugiados na Europa.

Os líderes do continente estão reunidos em Bruxelas pelos próximos dois dias para debater as propostas de emergência da agência da ONU para solucionar o problema.

Crise Política

Eles estão discutindo planos para acolher mais de 120 mil pessoas que buscam asilo. O Acnur informou que, neste momento, mais de 6 mil migrantes e refugiados chegam diariamente às praias europeias, a maioria vindo da Síria, Iraque e Afeganistão.

O chefe da agência, António Guterres, afirmou que essa "é uma crise política combinada com a falta de união dos países europeus".

O Acnur diz que um programa de realocamento sozinho não será suficiente para estabilizar a situação. A agência da ONU propôs uma série de medidas que têm como meta ajudar a Europa a resolver a crise.

Instalações

O documento pede forte apoio dos líderes para a criação imediata de instalações na Grécia e a ampliação das já existentes na Itália, para receber, registrar e prestar assistência aos que chegam pelo mar.

Sem uma capacidade para receber os migrantes e refugiados, o programa para realocar as pessoas não vai funcionar de forma eficaz. Além disso, será necessária a criação de instalações na Sérvia e em outros países que sejam locais de trânsito.

O Acnur afirma que é preciso transferir imediatamente 40 mil pessoas da Grécia e da Itália para outros países.

Proteção Internacional

Para a agência da ONU é importante fortalecer os mecanismos para o retorno de pessoas que não necessitem de proteção internacional, com o apoio da OIM, a Organização Internacional para Migrações e da Frontex, iniciativa europeia para reforçar as operações marítimas pela região.

Em paralelo a essas ações, o Acnur afirma que são necessárias medidas urgentes para estabilizar a situação nos países vizinhos da Europa. Isso deve ser feito com mais ajuda humanitária e apoio estrutural às nações que abrigam grande população de refugiados.

O Alto Comissariado da ONU explica que a atual situação de emergência na Europa é primariamente uma crise de refugiados. O continente registrou quase 480 mil pessoas que chegaram pelo mar, a maioria na Grécia.

O Acnur reforçou as operações não só na Grécia, mas também na Macedônia, na Sérvia e na Croácia. A agência está trabalhando em conjunto com os governos locais para atender às necessidades humanitárias das pessoas que chegam ou das que estão atravessando o país com outro destino.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 12 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 12 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031