Serra Leoa em contagem regressiva para ser declarada livre do ebola

Ouvir /

Após alta do último paciente em tratamento, presidente do país declarou ser o "começo do fim do surto"; período de observação dura 42 dias e nenhum caso deve ser registrado para que a declaração oficial aconteça.

Adama Sankoh teve alta em Serra Leoa. Foto: OMS/M. Harris

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

Serra Leoa já está em contagem regressiva, desde terça-feira, para ser declarada livre do surto de ebola. A Organização Mundial da Saúde explica que o país precisa ficar 42 dias sem registrar nenhum caso.

Após o último paciente ter alta, o presidente Ernest Bai Koroma declarou ser o "início do fim" do surto no país. A OMS destaca que, pela primeira vez em mais de um ano, nenhuma pessoa está sendo tratada por ebola e não há nenhum caso confirmado.

Vigilância

O fim da transmissão em Serra Leoa será confirmado pela agência da ONU se a situação permanecer assim por mais 40 dias. O país já está há duas semanas sem registrar nenhum novo caso.

Mas a OMS destca que vigilância, notificação de mortes nas comunidades e testes em qualquer pessoa com sintomas precisam continuar de forma intensa. O envolvimento da comunidade na vigilância é essencial para interromper a transmissão do vírus.

A Libéria também está sem reportar novos casos de ebola e a OMS continua acompanhando a situação no país. Mas a Guiné registrou três casos na semana passada.

Em praticamente 1,5 ano de surto, mais de 28 mil pessoas foram infectadas pelo ebola e 11.287 morreram.

 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 14 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 14 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031