Secretário-geral relembra liderança e dedicação do general Jaborandy Júnior

Ouvir /

Ban Ki-moon fala em tristeza ao saber da morte súbita do comandante das tropas da ONU no Haiti; general faleceu no domingo, durante viagem ao Brasil.

Jaborandy Júnior em seu escritório na Minustah. Foto: Rádio ONU

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

O secretário-geral das Nações Unidas divulgou esta segunda-feira uma nota de pesar pelo falecimento do comandante das forças de paz da Missão de Estabilização da ONU no Haiti, Minustah.

Ban Ki-moon considera a morte de José Luiz Jaborandy Júnior uma "perda trágica". Ao enviar pêsames à família do general e ao governo do Brasil, o chefe da ONU afirmou ser muito agradecido pela "liderança e dedicação" de Jaborandy Júnior "à causa da paz".

Causa

O secretário-geral afirmou ter recebido a notícia da morte súbita do general com muita tristeza. Ele faleceu no domingo em Miami, enquanto seguia viagem para o Brasil.

Em Nova York, o porta-voz do secretário-geral, Stephane Dujarric, confirmou que o general brasileiro morreu de causas naturais.

A chefe da Missão da ONU no Haiti, Sandra Honoré, também ressaltou a liderança de Jaborandy Júnior como comandante da Minustah, cargo que ele ocupava desde março do ano passado.

O general entrou para o Exército em 1974. O ministro da Defesa do Brasil está na China e lamentou o falecimento, aos 57 anos, de Jaborandy Júnior.

Segundo Jaques Wagner, o general comandava "5,7 mil homens de 21 países que trabalham para garantir a segurança e a estabilidade do Haiti".

Leia Mais:

Morre o general brasileiro que comandava as tropas da ONU no Haiti

Vídeo: General Jaborandy Júnior

Clip: Morte do General Jaborandy Júnior

 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031