Secretário-geral da ONU lamenta decisão de corte egípcia

Ouvir /

Declaração de Ban Ki-moon foi referência à sentença dada contra jornalistas da rede de TV Al Jazeera; Escritório de Direitos Humanos da ONU disse que eles foram presos em 2013 por realizarem reportagens legítimas sobre a situação no país.

Foto: Unami

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, “lamentou profundamente” a decisão de uma corte egípcia de condenar vários jornalistas da rede de TV Al Jazeera.

Ban reiterou apelo para que os casos sejam resolvidos rapidamente e de acordo com as obrigações internacionais do Egito para proteger a liberdade de expressão.

Liberdades Fundamentais

Segundo a justiça egípcia, Baher Mohamed, Mohamed Fahmy e Peter Greste foram condenados a três anos de prisão por divulgarem informações falsas e por trabalharem sem autorização no país em 2013.

O Escritório de Direitos Humanos da ONU afirmou que eles foram detidos por realizarem reportagens legítimas sobre a situação no país.

Em comunicado, Ban citou a importância do pluralismo e do respeito pelas liberdades fundamentais para a prosperidade e a estabilidade de longo prazo do Egito.

Segundo as agências de notícias, os jornalistas podem recorrer da sentença junto ao Tribunal de Cassação do Egito.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031