Presidentes de Parlamentos debatem paz e democracia na ONU

Ouvir /

Secretário-geral afirmou que o mundo "está sendo desafiado a promover paz, segurança, desenvolvimento sustentável e direitos humanos; presidente da Câmara dos Deputados do Brasil, Eduardo Cunha, também participou do encontro.

Presidente da Câmara de Deputados do Brasil, Eduardo Cunha. Foto: Rádio ONU

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

Autoridades de vários países participaram esta segunda-feira da 4ª Conferência Mundial dos Presidentes de Parlamentos, organizada pela União Interparlamentar, UIP, com a cooperação da ONU.

No encontro, na sede das Nações Unidas, eles debatem paz, democracia e desenvolvimento.

Desafios

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, falou sobre os desafios enfrentados atualmente.

Ban disse que eles se reúnem no momento em que o mundo sofre com múltiplas crises, mais pessoas estão deslocadas por conflitos desde a Segunda Guerra Mundial e a mudança climática ameaça o bem-estar de todos.

Segundo o chefe da ONU, os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, que serão aprovados pela comunidade internacional neste mês de setembro representam a base da nova agenda.

Ban afirmou que eles fornecem um plano de ação para acabar com a pobreza e com a fome e um guia para se alcançar vida digna para todos.

Integração

O presidente da Câmara de Deputados do Brasil, deputado Eduardo Cunha, falou exclusivo à Rádio ONU sobre a importância do encontro.

"É uma forma que a gente tem de integração entre todos os Parlamentos porque muito se fala na integração de governos, mas a integração dos Parlamentos é tão fundamental quanto. Os Parlamentos não só aprovam os acordos de governos, mas também eles fazem o ordenamento jurídico que dá sustentação a tudo o que a gente vem debatendo. Então, se a gente consegue ter no debate, ter uma interação e conseguir ter um ordenamento unificado, pelo menos com o conhecimento que podemos estar próximos, facilita muito a vida dos países."

Um dos temas da Conferência é o desenvolvimento, e Cunha falou sobre a ameaça que a corrupção representa para o avanço dos países.

Corrupção

"Ela (a corrupção) já vem sendo reduzida pela transparência da imprensa. O que acontece é que o nosso maior fator de denuncismo com relação à corrupção tem sido a liberdade de imprensa. Consequentemente, mecanismos têm sido feitos no mundo para o controle da lavagem de dinheiro. Há vários avanços desde a época da queda das torres de Nova York, quando a partir daí o combate ao terrorismo passou a ser o combate ao dinheiro. E o combate ao dinheiro não foi só ao terrorismo, acaba sendo também à corrupção."

A 4ª Conferência Mundial dos Presidentes de Parlamento, que começou esta segunda-feira, vai até quarta-feira, 2 de setembro.

Leia Mais:

UIP: conferência parlamentar global deve lançar nova era de liderança política

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031