ONU trabalha para dar assistência imediata a novos deslocados no Chade

Ouvir /

Agências humanitárias relatam deslocamento adicional de pessoas no Lago Chade; porta-voz do secretário-geral disse que cerca de 79 mil civis foram forçados a deixar suas casas desde o início do ano.

Stéphane Dujarric. Foto: ONU/Jean-Marc Ferré

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O coordenador humanitário para o Chade, Thomas Gurtner, afirmou esta quinta-feira que a ONU trabalha com parceiros para implementar imediatamente ações de assistência essencial a novos deslocados.

A infomação foi dada nesta quinta-feira pelo porta-voz do secretário-geral da ONU.

Deslocamento Forçado

Stephane Dujarric disse que agências humanitárias relatam um deslocamento adicional de pessoas na região do Lago Chade.

Ele informou que o movimento teria se seguido a medo de ataques das milícias nigerianas Boko Haram e a apelos do governo do Chade para que civis deixassem as áreas onde ocorrem operações miliares contra o grupo.

Na segunda-feira,  estima-se que 10 mil pessoas fugiram da localidade de Koulkimé, região do Lago Chade. O movimento fez subir o total de deslocados internos na área para cerca de 40 mil.

No geral, cerca de 79 mil civis foram forçados a deixar suas casas desde o início do ano.

Leia Mais:

ONU libera US$ 70 milhões para operações de assistência a deslocados

Civis continuam a fugir dos ataques do Boko Haram no Chade

ONU quer que blocos africanos acelerem esforços para deter Boko Haram

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031