ONU condena morte de ex-chefe do Estado-Maior do Exército do Burundi

Ouvir /

Jean Bikomagu foi alvejado por desconhecidos em frente ao portão da sua casa em Bujumbura; secretário-geral disse que está apreensivo com a tendência da violência politicamente motivada no país africano.

ONU apela ao retorno a um diálogo inclusivo. Foto: Desire Nimubona/IRIN.

Eleutério Guevane, das Rádio ONU em Nova Iorque.

O secretário-geral condenou esta segunda-feira o assassinato do antigo chefe do Estado-Maior do Exército do Burundi, coronel Jean Bikomagu.

Em nota emitida pelo seu porta-voz, Ban Ki-moon expressou condolências pela morte do coronel que, segundo agências de notícias, foi assassinado na tarde de sábado num bairro de Bujumbura.

Viatura

De acordo com os relatos das agências, desconhecidos disparam contra a viatura do antigo comandante diante do portão da sua casa.

Ban disse estar preocupado com a tendência da violência politicamente motivada no país. A morte da segunda figura com ligações ao exército segue-se ao assassinato do general Adolphe Nshimirimana.

No fim de agosto, o oficial perdeu a vida, vítima  de tiros e foguetes disparados contra a sua viatura, também na capital burundesa.

Investigações

O chefe da ONU saudou a decisão do governo de Bujumbura  de realizar investigações, prender e julgar os que estejam por detrás dos recentes assassinatos.

Na nota, o secretário-geral reitera ainda o seu apelo a todos os cidadãos do país para que retomem o diálogo inclusivo sem demora para resolver as suas diferenças de forma pacífica.

Leia Mais:

Crise do Burundi debatida por enviados internacionais em Nairobi

ONU aprova envio de funcionário de alto nível para o Burundi

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 8 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 8 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031