Ocha saúda abertura de acessos para entrega de auxílio no Sudão do Sul

Ouvir /

Situação é considerada terrível na cidade de Malakal, no estado de Alto Nilo; produtos a serem entregues incluem água, saneamento, suprimentos de higiene e  combustível.

Foto: Unicef/Kate Holt

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Escritório das Nações Unidas para Assistência Humanitária, Ocha, anunciou que foram levantadas as restrições sobre a circulação de mercadorias por via aérea e fluvial no Sudão do Sul.

Com o fim de meses de impedimento, vários artigos devem reabastecer à área de Malakal no estado de Alto Nilo. O escritório considera “terrível” a situação na região, que é uma das mais afetadas por combates entre o governo e os rebeldes.

Produtos

Entre os artigos a serem entregues estão medicamentos essenciais, combustível, alimentos e produtos químicos para tratar água.

Várias agências trabalham para garantir o abastecimento ao Alto Nilo para evitar que situação piore.

O impedimento à circulação de barcaças no rio Nilo e ao uso de pistas aéreas de  Malakal afetou a entrega de ajuda essencial aos vulneráveis.

Combustível

No terreno, agências humanitárias negoceiam com todas as partes do conflito para ter  acesso à área de Wau Shillukm para reabastecimentos com água, saneamento e suprimentos de higiene. O local precisa de combustível para o sistema de água.

Grande parte dos mais de 10 mil sul-sudaneses que em agosto fugiram para o local de proteção civil de Malakal é de Wau Shillukm. Com a sua chegada, o número de deslocados subiu para 46,5 mil.

O fluxo causou um congestionamento grave que supera a capacidade de oferta de serviços das agências humanitárias, destacou o Ocha.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 12 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 12 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031