Líbia: relatos citam "bombardeamento indiscriminado" em Sirte pelo Isil

Ouvir /

Escritório de Direitos Humanos da ONU apreensivo com segurança dos moradores; número de mortos pode chegar a 38; testemunhas falaram de corpos pendurados em postes da cidade no ataque de quinta-feira.

Parte de Sirte bombardeada em 2011. Foto: IRIN/Heba Aly.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Escritório dos Direitos Humanos da ONU divulgou detalhes do ataque levado a cabo na quinta-feira, por milícias que se declaram leais ao autoproclamado Estado Islâmico do Iraque e do Levante, Isil, na cidade líbia de Sirte.

De acordo com a entidade, a maioria dos civis fugiu da área dos confrontos de manhã, quando o distrito estava a ser bombardeado de forma indiscriminada pelo grupo.

Mortos

O total de mortos ainda não é conhecido, mas estimativas não confirmadas em poder da Missão da ONU na Líbia, Unsmil, citam entre entre quatro e 38.

Aparentemente, os combates começaram após a morte a tiros de um líder religioso local, cujo corpo foi encontrado a 10 de agosto. O imam Khaled al-Ferjani era conhecido pela sua “forte oposição ao grupo” e teria oferecido resistência quando era raptado pelos combatentes.

Corpos

A preocupação do escritório é com a segurança dos moradores locais, após relatos da captura de pelo menos 16 homens pelo Isil. As testemunhas relataram ter visto quatro corpos pendurados em postes de Sirte.

Não há clareza se essas pessoas foram assassinadas durante os combates ou seriam vítimas de execução sumária. O setor dos Direitos Humanos da Unsmil revelou que continuam a procurar informações sobre o incidente.

Opositores

A entidade lembra que já tinha revelado a sua profunda preocupação com as aparentes represálias das milícias do Isil contra civis tidos como seus opositores na Líbia, juntamente à Missão da ONU.

Os grupos filiados ao Estado Islâmico também têm vindo a ter como alvos indivíduos com base em sua religião, refere a nota.

O escritório destacou a execução de pelo menos 28 cristãos em abril que foi publicada num vídeo sobre dois incidentes separados. Em fevereiro, foram decapitados de 21 egípcios coptas na Líbia.

Leia Mais:

ONU assinala "atmosfera positiva" no fim da ronda de diálogo sobre a Líbia

África avança em direção a um continente livre da pólio

 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 12 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 12 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031