Cinco soldados de paz da ONU são mortos na República Centro-Africana

Ouvir /

Homens faziam parte do contingente ruandês; investigação sobre incidente está em andamento; oito boinas azuais foram feridos; no Mali, funcionários da ONU também morreram em ataque.

Patrulha da Minusca em Bangui. Foto: ONU/Catianne Tijerina

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

O secretário-geral das Nações Unidas lamentou neste sábado a morte de cinco soldados de paz ruandeses que serviam na Missão Integrada da ONU na República Centro-Africana, Minusca.

Na nota, divulgada pelo porta-voz de Ban Ki-moon, é destacado que uma investigação completa do incidente está em andamento. Pelo menos oito boinas azuis foram feridos na ação.

Mali

Na sexta-feira, cinco pessoas que prestavam serviço para as Nações Unidas foram mortas num ataque terrorista na cidade de Sévaré, na região central do Mali. Segundo agências de notícias, pelo menos 13 pessoas morreram ao todo quando um hotel foi invadido por homens armados.

Neste sábado, a Missão de Estabilização da ONU no Mali, Minusma, reforçou sua forte condenação ao que chamou de "ato terrorista desprezível" e confirmou que trabalhadores contratados pela Minusma estão entre as vítimas.

Resgate

Um motorista maliano, de uma companhia contratada pela Missão da ONU, um funcionário do Nepal, outro da África do Sul e dois da Ucrânia estão entre os mortos.

Ao mesmo tempo, quatro trabalhadores da Missão da ONU que estavam no Hotel Byblos não foram notados pelos atiradores. A Minusma ficou em contato permanente com eles durante o ataque e os quatro foram resgatados com vida e passam bem.

A Minusma continua coordenando com as autoridades do Mali e representantes internacionais as operações de investigação sobre o ataque.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 18 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 18 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031