Bombardeio em mercado na Síria pode equivaler a um "crime de guerra"

Ouvir /

Afirmação é do porta-voz do Escritório da ONU para os Direitos Humanos; Rupert Colville se refere ao ataque ocorrido no domingo em Douma, área rural de Damasco, quando 111 civis morreram.

Rupert Colville. Foto: ONU/Jean-Marc Ferré

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

Dois dias após o ataque a um mercado em Douma, na área rural de Damasco, o porta-voz do Escritório de Direitos Humanos da ONU declarou que o perfil da ação pode ser equivalente a um "crime de guerra".

Em Genebra, Rupert Colville falou sobre o bombardeio ocorrido na Síria que matou pelo menos 111 civis no domingo, além de causar ferimentos em 200 pessoas.

Testemunhos 

Segundo Colville, "sobreviventes relataram que houve duas rodadas de ataques". Primeiro, ataques áreos, seguidos de mísseis que atingiram pessoas que chegavam ao mercado para ajudar os mortos e feridos. 

O porta-voz explicou que "qualquer ataque intencional direcionado contra civis e o uso de armas em áreas densamente povoadas é uma séria violação da lei humanitária internacional e pode ser considerado crime de guerra".

Hospitais

Rupert Colville lembrou que Douma está cercada pelas forças do governo há dois anos e o bombardeio de domingo apenas "aprofundou o sofrimento já intenso da população".

O Escritório de Direitos Humanos da ONU acredita que o número de mortos possa subir, porque muitos feridos estão sendo tratados em hospitais com pouca estrutura.

TPI

Moradores da cidade também relataram que o cerco das forças do governo é um problema e segundo Colville, os habitantes declararam que a medida já causou "muitas mortes e destruição".

O porta-voz lembrou que o escritório já apelou várias vezes ao Conselho de Segurança para enviar a situação da Síria ao Tribunal Penal Internacional, já que os pedidos por "justiça no país passaram despercebidos nos últimos quatro anos".

Leia Mais:

Conselho de Segurança pede “robusta” assistência internacional para a Síria

ONU condena ataque que deixou dezenas de mortos na Síria

Síria: Comissão saúda libertação de ativistas

 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031