Ban quer acordo de paz que signifique fim da violência no Sudão do Sul

Ouvir /

Secretário-geral promete encontro à margem da Assembleia Geral para assegurar apoio para restaurar a paz a segurança no país; líderes africanos testemunharam assinatura do pacto pelo presidente sul-sudanês em Juba.

Secretário-geral Ban Ki-moon

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O secretário-geral disse que é tempo de garantir que o acordo para resolver o conflito no Sudão do Sul  acabe com a violência, a miséria e o que chamou de terríveis violações dos direitos humanos testemunhados no conflito.

Ban Ki-moon fez as declarações numa nota em que saúda a assinatura do pacto, na quarta-feira, pelo presidente Salva Kiir. A cerimónia decorreu na capital sul-sudanesa Juba, com a presença dos líderes do Quénia, do Uganda e da Etiópia.

Sofrimento

Na semana passada, Kiir tinha manifestado reservas em relação ao documento em Adis Abeba, na cerimónia em que o pacto foi assinado pelo líder rebelde Riek Machar.

O chefe da ONU disse que a medida do líder sul-sudanês é um passo fundamental e necessário para acabar com os 20 meses de confrontos, que “arrasaram o país e submeteram o povo a um sofrimento indescritível”.

Esforços

O secretário-geral felicitou a mediação liderada pela Autoridade Intergovernamental para o Desenvolvimento, Igad, e destacou os “esforços incansáveis para a conclusão bem-sucedida” das conversações de paz.

Para Ban, o compromisso positivo do bloco vai ser essencial para atingir uma paz duradoura no Sudão do Sul. A ONU declarou-se pronta a apoiar as partes na aplicação do pacto com o Igad, a União Africana e os parceiros internacionais.

Movimento

Aos assinantes do acordo, Ban pediu que trabalhem de boa-fé para implementar  as suas cláusulas com o início de um cessar-fogo permanente e que seja dada a liberdade de movimento sem restrições.

O chefe da ONU mencionou particularmente as ações desenvolvidas pela Missão da ONU no Sudão do Sul, Unmiss, e pelas agências humanitárias que atuam para fazer chegar assistência urgente aos necessitados.

Ban disse reconhecer que o “caminho adiante será difícil”, tendo anunciado que pretende convocar uma reunião à margem da Assembleia Geral para garantir um apoio sustentado para a restaurar a paz e a segurança para o povo sul-sudanês.

Leia Mais:

Sudão do Sul: agências citam desespero em área que esteve isolada há meses

Conselho de Segurança debate situação no Sudão do Sul

Governo do Sudão do Sul pode assinar compromisso de paz esta quarta-feira 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 13 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 13 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031