Acnur preocupado com retorno de nigerianos dos países da região

Ouvir /

Agência revelou que 925 cidadãos foram obrigados a voltar para o seu país pelos vizinhos Camarões, Chade e Níger; permanece necessidade de abrigo com ação do exército contra rebeldes.

Refugiados nigerianos nos Camarões. Foto: Acnur/D.Mbaiorem

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Alto Comissariado da ONU para os Refugiados, Acnur, está preocupado com o aumento da violência na Nigéria, nos países vizinhos, e com o impacto nos que deixaram as suas casas.

A agência destacou que o espaço humanitário diminui nas áreas em que estes pedem abrigo, e citou relatos de vários deportados ou devolvidos.

Nigerianos

A medida que afetou 925 cidadãos nigerianos vem sendo executada pelos Camarões e pelo Chade desde julho.

O Acnur destaca que a situação militar é fluida nas áreas fronteiriças desde o princípio do ano, quando o exército nigeriano intensificou a sua campanha contra os rebeldes.

Milhares de Pessoas

A agência saudou a generosidade e espírito humanitário dos Camarões, do Chade e do Níger ao acolherem dezenas de milhares de pessoas do nordeste da Nigéria nos últimos dois anos.

Mas o Acnur promete continuar a acompanhar a situação dos refugiados e repatriados, sobre os quais se declarou pronto para dar aconselhamento e assistência aos governos envolvidos.

Leia Mais:

ONU trabalha para dar assistência imediata a novos deslocados no Chade

ONU libera US$ 70 milhões para operações de assistência a deslocados

Civis continuam a fugir dos ataques do Boko Haram no Chade

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 12 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 12 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031