Vetada resolução para investigar queda de avião da Malaysia Airlines

Ouvir /

298 pessoas que estavam no voo MH17 morreram há um ano, quando o avião foi derrubado na Ucrânia; proposta do Conselho de Segurança foi vetada pela Rússia, sendo que Angola, China e Venezuela se abstiveram da votação.

Conselho de Segurança da ONU. Foto: ONU/Loey Felipe

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque. 

A Rússia vetou uma resolução do Conselho de Segurança sobre a investigação do voo MH17. O avião da Malaysia Airlines foi derrubado em 17 de julho de 2014, caindo em território ucraniano e matando 298 pessoas.

Na tarde desta quarta-feira, o Conselho de Segurança apresentou a proposta de se criar um tribunal internacional para julgar os responsáveis pela queda do avião.

Abstenção

A Rússia, um dos cinco membros-permanentes do órgão, usou seu poder de veto, enquando Angola, China e Venezuela decidiram se abster da votação.

A informação foi confirmada pelo embaixador da Nova Zelândia junto à ONU, Gerard van Bohemen, presidente do Conselho em julho. A resolução havia sido proposta pela Malásia.

Mensagem

O ministro dos Transportes do país, Liow Tiong Lai, participou da sessão do Conselho de Segurança. 

Na avaliação do ministro da Malásia, sem aprovar a proposta, o Conselho deu um passo para trás, enviando "um sinal errado aos famíliares das vítimas" que estavam no voo MH17.

A resolução também exigia que os autores da derrubada do avião fossem responsabilizados e pedia a todos os países que cooperassem para estabelecer as causas do acidente.

*Apresentação: Leda Letra.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 8 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 8 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031