Unctad sugere reestruturação do sector de serviços em África

Ouvir /
Relatório diz que serviços estão entre principais fonte de renda e de emprego no continente, mas tem alto custo e não estão a ser aproveitados em seu potencial máximo; documento cita São Tomé e Princípe.

Serviços também ajudam agricultura Foto: FAO/Olivier Asselin

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento, Unctad, publicou esta quinta-feira o relatório "Desenvolvimento Económico em África 2015".
O sector de serviços tornou-se mais dinâmico nos últimos anos e está entre as principais fontes de renda e de emprego, destaca o estudo. Mas esse dinamismo não contribuiu para uma "transformação estrutural do continente", porque os serviços em África têm um alto custo.
Exportação
No período 2009-2012, o sector de serviços em África cresceu mais do que o dobro da média mundial, com força principalmente no leste e África Ocidental. Entre os 10 países que tiveram melhores resultados, quatro são exportadores de combustível: Chade, Congo, Guiné-Equatorial e Nigéria.
A Unctad lembra que 15% da população mundial vive em África, mas apenas 2,2% dos serviços de exportação globais têm origem no continente.
Comércio, restaurantes e hotéis representam quase 15% dos ganhos dentro do sector de serviços em África, enquanto transportes, armazenamento e comunicações formam 9,2%.
Sucesso
No caso de São Tomé e Príncipe e Gâmbia, comércio, restaurantes e hotéis representavam mais de 25% dos serviços no período de 2009 a 2012. A companhia aérea Ethiopian Airlines é um exemplo de sucesso, por ser a empresa africana do sector da aviação que mais gera lucros.
A Ethiopian Airlines chega a valer US$ 2,3 mil milhões e está a crescer entre 20% a 25% por ano desde 2005, e a obter lucros liquídos de US$ 228 milhões
.
O relatório destaca também que os serviços têm um papel importante para o progresso da indústria africana e da produção agrícola. A Unctad revela que falhas em políticas e regulamentações "impedem a capacidade africana de capitalizar todo o potencial do seu sector de serviços".
O relatório faz uma recomendação: se o continente quer conquistar todos os benefícios do desenvolvimento, os serviços devem ter papel de destaque no processo de crescimento".

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 8 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 8 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031