Parceria Global quer acabar com mortalidade infantil e materna até 2030

Ouvir /

ONU, Banco Mundial e vários países e organizações de saúde lançaram fundo de US$ 12 bilhões em apoio à campanha "Every Woman, Every Child"; investimentos iniciais vão para RD Congo, Etiópia, Quênia e Tanzânia.

O objetivo da campanha é salvar milhões de vidas. Foto: Unicef/Biswas

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

A ONU, o Banco Mundial, os governos do Canadá, dos Estados Unidos e da Noruega lançaram uma Parceria Global de Financiamento para acabar com a mortalidade infantil e materna até 2030.

O grupo, que conta também com organizações de saúde, vai disponibilizar US$ 12 bilhões, o equivalente a R$ 37,8 bilhões, em fundo públicos e privados nacionais e internacionais em apoio à campanha da ONU "Every Woman, Every Child".

Saúde

O dinheiro vai ser usado em planos de saúde para mulheres, crianças e adolescentes nos países da parceria que mais precisam de ajuda para combater o problema: República Democrática do Congo, Etiópia, Quênia e Tanzânia.

O anúncio foi feito esta segunda-feira na 3ª Conferência Internacional sobre Financiamento para o Desenvolvimento, que está sendo realizada em Adis-Abeba, capital da Etiópia.

A parceria representa uma plataforma-chave de apoio à estratégia do secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, para a saúde de mulheres, crianças e adolescentes e para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, ODS.

Salvar Vidas

No evento, Ban disse que a "campanha já conseguiu salvar milhões de vidas, unir liderança política e atrair crescentes promessas financeiras".

O chefe da ONU afirmou que o objetivo é claro: pôr um fim a todas as mortes maternas e infantis que poderiam ser evitadas no prazo de uma geração e garantir que mulheres, crianças e adolescentes possam prosperar.

Além disso, Ban citou ainda a erradicação da pobreza extrema, a promoção do desenvolvimento e a resiliência para assegurar a sobrevivência, a saúde, o bem-estar e as oportunidades econômicas para mulheres, crianças e adolescentes.

Segundo o secretário-geral, a Parceria Global de Financiamento representa um novo modelo para alinhar parceiros para o desenvolvimento com as prioridades dos países.

Fontes Inovadoras

Uma das formas para isso é "alavancar fontes inovadoras de financiamento de diversos setores".

A Fundação Bill e Melinda Gates, junto com o Canadá, os Estados Unidos e o Japão anunciaram novos investimentos de US$ 214 milhões. Esse valor é adicional às promessas já feitas pelo Canadá e pela Noruega de US$ 600 milhões e US$ 200 milhões, respectivamente.

A parceria anunciou também que o próximo grupo a receber investimento vai incluir oito países: Bangladesh, Camarões, Índia, Libéria, Moçambique, Nigéria, Senegal e Uganda.

Leia mais:

Energia sustentável une crescimento econômico, equidade social e ambiente

ONU defende incentivos para mudanças nos padrões de consumo e produção

 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031